Fragrâncias exalam da natureza

Entre paisagens multicoloridas

Onde diversos sons se evidenciam

Palavra, ecos, às vezes confusas

Expansão de coisas infinitas

Sensações voam em liberdade

Sem destino, futuro pré-definido

Apenas captar com olhos da alma

A obra divina, ar, fogo, água, terra,

O emergir na energia indestrutível

Semear o vivenciar dos cinco sentidos

E colher instantes plenos de felicidade.

 

Exibições: 32

Comentar

Você precisa ser um membro de Poetas e Escritores do Amor e da Paz para adicionar comentários!

Entrar em Poetas e Escritores do Amor e da Paz

Comentário de Neuza de Brito Carneiro em 4 fevereiro 2018 às 23:33

Boa! Grande mensagem!

Comentário de Elisiário Luiz em 1 fevereiro 2018 às 19:38

Caro amigo.... Neste panorama se renovar de modo indefinido sempre... – Fique Bem !"

Comentário de Marcia Portella em 1 fevereiro 2018 às 17:58

Linda criatura grata por afagar minha alma...Te abraço

Comentário de Lilian Viacava Dama de la Poesía em 1 fevereiro 2018 às 16:24

emoções e sensações cheias de vida

bonito

Comentário de JOSÉ CARLOS RIBEIRO em 1 fevereiro 2018 às 13:43

A fragrâncias das palavras se fazem nesse magnifico poema que nos encanta, verdadeira maravilha

Comentário de MARGARIDA MARIA MADRUGA em 1 fevereiro 2018 às 12:07

Só mesmo os olhos da alma...

Comentário de Elías Antonio Almada em 1 fevereiro 2018 às 11:47

Membros

Designers PEAPAZ

*Sílvia Mota*

*Margarida*

*Nara Pamplona

*Livita*

*Imelda*

*Toninho*

Poema ao acaso...

Visitantes

Badge

Carregando...

© 2018   Criado por Sílvia Mota.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço