Sublimes alvores daquelas lindas manhãs de tua boca pelo meus lábios beijado

Lembro me de ontem em algum lugar eu lhe vi
Dentro dos meus sonhos tu estava

De um jeito toda sorrindo, olhando para as estrelas 

A verdadeira estrela era você

Senti as nuvens se tocando,  com seu chover nos regando

Sereno dos teus olhos pingam sobre o nosso amor

Os ventos vinham dos alvorais, nosso amor se pedindo mais

Somos o próprio tempo, dentro de um tempo, que se traduz em tempo dentro de nós

Sublimes alvores daquelas lindas manhãs de tua boca pelo meus lábios beijado

Essa amor que vivemos, mais que em desejo se amemos

Sombras vivas molhadas pelas águas de um rio que vive dentro se nossos corações

Nas magias desse amante leito o amor acontecê

Vivo você

Autor; José Carlos Ribeiro

17:02:2018

Exibições: 127

Comentar

Você precisa ser um membro de Poetas e Escritores do Amor e da Paz para adicionar comentários!

Entrar em Poetas e Escritores do Amor e da Paz

Comentário de MARGARIDA MARIA MADRUGA em 22 fevereiro 2018 às 22:26

Bonito poema José Carlos.

Comentário de Elisiário Luiz em 17 fevereiro 2018 às 16:57

 Encantado caro amigo com que se retrata seu toque de intuição e doçura  Fique bem!

Comentário de Elías Antonio Almada em 17 fevereiro 2018 às 15:17

Membros

Designers PEAPAZ

*Sílvia Mota*

*Margarida*

*Nara Pamplona

*Livita*

*Imelda*

*Toninho*

Poema ao acaso...

Visitantes

Badge

Carregando...

© 2018   Criado por Sílvia Mota.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço