Sexo

Filosofia do prazer

Mar de desejos

Excitação fatal

Ardendo no peito

Enlouquecendo a alma.

 

Flor

Sem cor

Sem face

Sensual

Mortal

Entre almas.

 

Amor

Na cama

Na noite

Em chamas

Vai à alma

Beijar, beijar.

Sua amada.

 

 

Sexo

Um complemento

Entre almas

Eloquentes

Apaixonadas

Imortais.

 

 

 

Exibições: 28

Comentar

Você precisa ser um membro de Poetas e Escritores do Amor e da Paz para adicionar comentários!

Entrar em Poetas e Escritores do Amor e da Paz

Comentário de Mônica do S Nunes Pamplona em 6 março 2018 às 4:08

Esplêndida forma de expressar, sentimento tão arrebatador.

Bravossss, poeta. 

Comentário de LUIZ GONZAGA BEZERRA em 5 março 2018 às 10:41

A alma do poeta é uma alma apaixonada, as vezes, chora de saudade ou chora quando a amada lhe julga sem fundamentos e/ou chora por amor para orvalhar suas estradas.

Comentário de Arlete Brasil Deretti Fernandes em 4 março 2018 às 16:21

Um bom poema, muito real e verdadeiro.

Parabéns.

Comentário de Elías Antonio Almada em 3 março 2018 às 14:00

Comentário de Críspulo Cortés Cortés em 3 março 2018 às 13:17

Comentário de MARGARIDA MARIA MADRUGA em 3 março 2018 às 13:13

Muito bonito Poeta. Parabéns.

Comentário de MARGARIDA MARIA MADRUGA em 3 março 2018 às 12:33

Poeta Luiz Gonzaga,

Eu coloquei o título "SEXO" no seu poema para poder compartilhar, pois estava em branco.

Se não for esse, corrija, por favor.

Obrigada.

Membros

Designers PEAPAZ

*Nara Pamplona

*Livita*

*Margarida*

 *Imelda*

*Toninho*

*Reinaldo*

Poema ao acaso...

Visitantes

Liv Traffic Stats

Mídias Sociais

View Sílvia Mota ***'s profile on LinkedIn

Badge

Carregando...

© 2018   Criado por Sílvia Mota.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço