SEGREDO

Por favor
não conte meu endereço
não decline meu nome e destino
se indagarem sobre meu peso,
diga que sou leve como isopor,
se questionarem a minha altura
informe que sou similar á utopia,
nada informe sobre a estrutura,
de minhas cruzes, e crises,
de minha variável melancolia,
de meus constantes deslizes;
diga apenas que não me sinto.

Sinto  muito, nem é segredo 
vivo em versos de risco,
em miragens ocasionais,

temíveis medos,
no interior de um cisco,
quase não me sinto mais.

[gustavo drummond]

Exibições: 16

Comentar

Você precisa ser um membro de Poetas e Escritores do Amor e da Paz para adicionar comentários!

Entrar em Poetas e Escritores do Amor e da Paz

Comentário de Dulce de Souza Leao Barros ontem
Parabéns, amigo poeta!
Comentário de alina tolotti silva ontem

 Segredos  são para quatro paredes mas , o seu " SEGREDO "  eu adorei saber !!! Bom domingo amigo poeta!!!

Comentário de Elías Antonio Almada sexta-feira

Comentário de MARCELO ALLGAYER quinta-feira

Muito bom, caro poeta!

Comentário de Elisiário Luiz quinta-feira

 Fique tranquilo adorei esse apelo por discrição ... parabéns  Fique Bem!

Membros

Designers PEAPAZ

*Sílvia Mota*

*Nara Pamplona

*Livita*

*Margarida*

 *Imelda*

*Toninho*

Poema ao acaso...

Visitantes

Liv Traffic Stats

Mídias Sociais

View Sílvia Mota ***'s profile on LinkedIn

Badge

Carregando...

© 2018   Criado por Sílvia Mota.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço