Chegaste!

De Té

Chegaste ! Foi a saudade que te trouxe

Ou porque querias tornar doce.

O tempo em que a amargura

em ti habitava , E se fosse

essa a justificação ?

Então vieste quebrar a solidão

Com as tuas palavras de ternura

Iguais , tão iguais, a tantas outras mais

que eu lia, ouvia e sentia no meu coração.

E que tanto queria esquecer

Chegaste ! Tão depressa como partiste.

Mas algo deixaaste de ti.

O eco das palavras repetidas .

De Té

Exibições: 35

Comentar

Você precisa ser um membro de Poetas e Escritores do Amor e da Paz para adicionar comentários!

Entrar em Poetas e Escritores do Amor e da Paz

Comentário de MARGARIDA MARIA MADRUGA em 5 julho 2018 às 21:36

Deixar ir também é amar.

 Linda poesia. Parabéns.

Comentário de Etelvina Gonçalves da Costa em 19 junho 2018 às 6:34

Muito me honra seu comentário car´ssimo António Domingos Ferreira Filho grata pela sua presença 

Comentário de Antonio Domingos Ferreira Filho em 18 junho 2018 às 14:35

Parabéns estimada Etelvina, Todas as tuas poesias são de Excelência, És uma Poetisa de valores.

Bela Poesia e boa música.

Esteja feliz

Obrigado

Antônio Domingos

Comentário de Etelvina Gonçalves da Costa em 18 junho 2018 às 8:59

Gracias Elias por su gentileza de compartir mi trabalho de poeta e escritora . Muchas , muchas gracias mi amigo

Comentário de Elías Antonio Almada em 17 junho 2018 às 22:29

Membros

Designers PEAPAZ

*Sílvia Mota*

*Margarida*

*Nara Pamplona

*Livita*

*Imelda*

*Toninho*

Poema ao acaso...

Visitantes

Badge

Carregando...

© 2018   Criado por Sílvia Mota.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço