31/10/2017.
Os ciclos primaverís repetem-se, trazendo perfumes aos ambientes, jardins e matas.
O colorido se estende nas serras e montanhas, onde tons e nuances variadas, saídas das tintas da palheta de um grande artista, parecem alfombras em meio ao verde.
Em milhares de anos, a evolução fez com que fossem se aperfeiçoando todos os seres. A vida humana precisa de esforços conscientes para evoluir.
A Primavera oferece-nos Ipês de cores diversas, manacás, orquídeas, e muitas outras belezas.
Os belos girassóis, hortênsias e rosas abrem generosamente suas flores,
mesclando a Natureza e decorando as casas nas jarras sobre as mesas e floreiras às janelas.
Todos os seres tem um tempo para viver. Chega um momento em que pétalas e flores começam a cair, a despencar junto a algumas folhas. Não são perenes como as plantas artificiais, que não tem vida.
O Tempo é o relógio da vida, que trabalha sempre. Todos somos o resultado do que fizemos em cada minuto, em horas e dias, até nos tornarmos os indivíduos que somos hoje e que seremos no amanhã se nos esforçarmos para isto. É necessário que descubramos qual o objetivo de nossas vidas, para podermos cumprí-lo melhor. Ninguém está aqui por acaso.
Das flores surgem as sementes que se espalham, eclodem e perpetuam-se, alimentam aos homens e aos animais e tem propriedades medicinais. A variedade de frutas é imensa.
Há flores em árvores altas, como bromélias. Trepadeiras cobrem caramanchões e em suas flores imitam formas, como os “sapatinhos de bonecas”, os jasmins estrela e outras que é muito bom observarmos para penetrarmos nos segredos do universo sem fim.
Algumas espécies são geométricas, como se alguém alí estivesse colando uma a uma as sementes.Sob as camélias faceiras, há lindas violetas rasteiras. Nos muros debruçam-se buganvílias das mais lindas cores.Nossas vidas também tem ciclos. Podemos fazê-los coloridos ou cinzentos.
Arlete Deretti Fernandes.

Exibições: 35

Os comentários estão fechados para esta mensagem de blog

Comentário de Maria-José Chantal F. Dias em 5 novembro 2017 às 13:48

Querida Arlete Poetisa das cores e flores!

Tens razão .......VOLTA SEMPRE ! Neste ibterminavelciclo de vida infatigavel e constante! Obediente! Perfeitp mesmo que o Homem lhe coloque peias e atrasos toda a Natureza se cumpre a ela própria!

 Li este teu paragrafo que amei pela sua verdade, a TUA verdade e a dos que vivem o dia-a-dia e FAZEM estes momentos:

"O Tempo é o relógio da vida, que trabalha sempre. Todos somos o resultado do que fizemos em cada minuto, em horas e dias, até nos tornarmos os indivíduos que somos hoje e que seremos no amanhã se nos esforçarmos para isto. É necessário que descubramos qual o objetivo de nossas vidas, para podermos cumprí-lo melhor. Ninguém está aqui por acaso. 

Grata!

beijos de poesiaaaaaa

Chantal Fournet

Comentário de Marcia Portella em 4 novembro 2017 às 17:12

Arlete linda colorida e sábia prosa poética...Te abraço

Comentário de Lais Maria Muller Moreira em 4 novembro 2017 às 15:41

Encantador Arlete!

Sorri faceira...

Grata pela leitura

beijos

Comentário de Arlete Brasil Deretti Fernandes em 1 novembro 2017 às 20:05
Obrigada, querida amiga Mônica, sempre presente e generosa. Beijos.
Comentário de Mônica do S Nunes Pamplona em 31 outubro 2017 às 23:17

Lendo tuas palavras, fiquei imaginando o colorido, o perfume e a beleza das flores.

Tal como a magia que encanta a primavera, pode-se atribuir, ou não, na vida do ser. Assim como bem dizes em tuas belas linhas.

Adorável leitura.

Grata, pela partilha.

Bjsss,no coração.

Membros

Designers PEAPAZ

*Nara Pamplona

*Livita*

*Margarida*

 *Imelda*

*Toninho*

*Reinaldo*

Poema ao acaso...

Visitantes

Liv Traffic Stats

Mídias Sociais

View Sílvia Mota ***'s profile on LinkedIn

Badge

Carregando...

© 2018   Criado por Sílvia Mota.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço