A promessa

DE Té

Porque foges amor, porque te ausentas

As tuas marcas, sinalizam a comparência

Nessas fantasias ,que depois lamentas

E eu espero-te ,com a minha complacência

Porque escondes de mim esses prazeres

Pois as flores, que ai colheste para o altar

Deixaram o perfume, e a marca dos dizeres

Na folha, onde escreveste à pressa sem pensar

Esqueceste ,que as flores eram para o altar

fui eu que te pedi, para na jarra as colocares

Era uma oferta, para uma promessa eu pagar

Mas alguém te esperava, e tu contente

perturbou-te o pensamento, e as ofereceste

a quem te esperava, para uma noite diferente.

De Te Etelvina Costa

 

Exibições: 31

Comentar

Você precisa ser um membro de Poetas e Escritores do Amor e da Paz para adicionar comentários!

Entrar em Poetas e Escritores do Amor e da Paz

Comentário de Etelvina Gonçalves da Costa domingo

Cabeça de lua foi uma brincadeira minha do mundo do fantasioso infantil.. , variar um pouco gostava de fazer histórias infantis perdi um pouco o treino  esta veio do recanto  das letras onde aprendi muito sobre a grande variedade de fazer poesia no forum um grupo muito bom . que infelizmente em dado momento foi anulado.. sem saber bem porquê  mas ainda temos bons poetas deixando ai a sua  arte eu já estou um pouco ausente..  de quando em quando vou lá procurar um poema  por vezes altero corrijo pois estou mais evoluída neste campo.. Escrevi em vários sites de poesia mas actualmente detenho-me aqui  onde me sinto bem ..onde permaneci muito tempo foi no Caiubi mas fechou assim como outros pelo mesmo motivo falta de condições para assumirem grandes custos um beijo Silvia fique bem e feliz e boas férias O meu carinho sempre.

.... 

Comentário de Etelvina Gonçalves da Costa domingo

Promessa estilhaçada Sim o poema aponta para isso, promessa levianamente alterada pela inconsciência de quem promete . Acontece muitas vezes haver promessas  que se não desejam cumprir é um acto levianamente concebido por descuido esquecimento ou maldade...O prometido é devido diz o povo :; este poema imaginado que pode ter no meu subconsciente alguma verdade não exactamente as flores para o altar mas actos que guardamos na memória Obrigada Silvia bjos honra-me quando me concede um elogio .

Comentário de Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ Sílvia Mota Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ em 17 julho 2017 às 19:48

Promessa estilhaçada...

Beijosssssssssss

Membros

Poema ao acaso...

Pensamento do dia

Portal para 38 Blogs-Sílvia Mota

Badge

Carregando...