Abra seus olhos
para aquilo que pode doer,
queimar, sangrar,
te partir ao meio
e, ainda assim,
te deter levemente no ar.
Há tanta vida nos sentidos
e você não vê.
Fica aí sentado no vazio
de sua sala sobrevivente.
É certo que, desse jeito,
nada te  machucará.
O que realmente provoca
teus sentidos?
O que te faz sair desse torpor
que me assusta?
Maravilhosas são as sacudidas
que fazem o coração disparar.
Abra, meu bem, seus olhos!
Pois a existência é a eternidade,
o infinito, etéreo desejo,
no breve momento de estar.
A imagem pode conter: 1 pessoa, área interna
A imagem pode conter: 1 pessoa, área interna
A imagem pode conter: 1 pessoa, área interna

Exibições: 87

Comentar

Você precisa ser um membro de Poetas e Escritores do Amor e da Paz para adicionar comentários!

Entrar em Poetas e Escritores do Amor e da Paz

Comentário de Sueli Fajardo em 19 junho 2017 às 17:16

Muchas gracias, Iván! Bela interação!

a maravilla de la vida...

Envolvemos la eternidad en un pañuelo...

... y la hacemos tan nuestra...

Nos montamos en un poderoso suspiro...

... y extasiados cabalgamos. (Iván)

Comentário de Iván em 19 junho 2017 às 16:24

La maravilla de la vida...

Envolvemos la eternidad en un pañuelo...

... y la hacemos tan nuestra...

Nos montamos en un poderoso suspiro...

... y extasiados cabalgamos. 

Un agrado, Sueli. 

Comentário de Sueli Fajardo em 19 junho 2017 às 16:24

Obrigada, Sílvia! É uma grande alegria saber que gostou. 

Resultado de imagem para gifs de flores se abrindo

Comentário de Sílvia Mota em 19 junho 2017 às 1:53

"Há tanta vida nos sentidos

e você não vê."

Algumas pessoas preferem criar raízes ao contrário de voar... Escolha, simplesmente, ainda que seja perturbadora essa opção.

Belo poema!

Beijosssssssssssss

Membros

Designers PEAPAZ

*Sílvia Mota*

*Margarida*

*Nara Pamplona

*Livita*

*Imelda*

*Toninho*

Poema ao acaso...

Visitantes

Badge

Carregando...

© 2018   Criado por Sílvia Mota.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço