Alma Minha Alma

Eu sei que a minha alma é perene

mesmo que a carne esteja morta

ela se desprende , se solta.

não há no mundo quem a apequene

 

Ela é forte viril e intensa

Uma luz do meio até a borda

como um tigre feroz é imensa

do meu corpo frágil transborda

 

Mas há um lado sombrio e escuro

feito fel, no seu lado impuro

pois no avesso a m'alma é louca

 

a dicotomia que eu censuro

é como um andar sobre um muro

é um beijo amargo na sua boca.

Alexandre Montalvan

Exibições: 43

Comentar

Você precisa ser um membro de Poetas e Escritores do Amor e da Paz para adicionar comentários!

Entrar em Poetas e Escritores do Amor e da Paz

Comentário de MARGARIDA MARIA MADRUGA em 6 março 2018 às 10:19

A L M A  =  Princípio vital; vida. Uma vida eterna até que o Criador queira.

Eu li um livro espírita, muito difícil, que o espírito morreu. Houve um acidente e a energia se foi. O espírito era primário. Mais ou menos isso.

Comentário de Elisiário Luiz em 5 março 2018 às 20:04

 quão cândido versejar caro amigo parabéns Fique bem!

Comentário de Elías Antonio Almada em 5 março 2018 às 12:16

Muito bom

Membros

Designers PEAPAZ

*Sílvia Mota*

*Margarida*

*Nara Pamplona

*Livita*

*Imelda*

*Toninho*

Poema ao acaso...

Visitantes

Badge

Carregando...

© 2018   Criado por Sílvia Mota.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço