AMOR E ÓPIO

Não me remeta cartas,
evite telefone, bilhetes,
me fale em pensamento,
no nosso idioma próprio,
comunique-me, caso parta
meu coração em ramalhetes,
fico aqui, atônito, ardendo,
em espasmos, pouco espaço
para a  dor da ausência;
meu amor, ápice  e ópio

(Gustavo Drummond)

Exibições: 49

Comentar

Você precisa ser um membro de Poetas e Escritores do Amor e da Paz para adicionar comentários!

Entrar em Poetas e Escritores do Amor e da Paz

Comentário de MARGARIDA MARIA MADRUGA em 16 abril 2018 às 17:06

UAU...

Comentário de Elías Antonio Almada em 12 abril 2018 às 19:30

Comentário de Elisiário Luiz em 10 abril 2018 às 21:40

 Acho-o apropriado poeticamente autentico...parabéns  fique Bem!

Membros

Designers PEAPAZ

*Sílvia Mota*

*Margarida*

*Nara Pamplona

*Livita*

*Imelda*

*Toninho*

Poema ao acaso...

Visitantes

Badge

Carregando...

© 2018   Criado por Sílvia Mota.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço