Chuva constante miúda

Quando a primavera acena

Entrega seu reinado ao verão

 

Aromas de terra exalam

Entre fragrâncias florais

E o sutil aroma das fadas

 

 

Última dança seres encantados

 

 

Elementais do fogo acendem brasas.

 

Exibições: 17

Comentar

Você precisa ser um membro de Poetas e Escritores do Amor e da Paz para adicionar comentários!

Entrar em Poetas e Escritores do Amor e da Paz

Comentário de Mônica do S Nunes Pamplona em 9 janeiro 2018 às 3:24

Um anoitecer repleto de poesia.

Parabéns, querida Vera, pelo lindo poema.

Bjsss.

Comentário de Paolo Lim em 22 dezembro 2017 às 13:27

Parabéns ! Belíssimos versos.

Comentário de Elías Antonio Almada em 21 dezembro 2017 às 14:40

Comentário de MARGARIDA MARIA MADRUGA em 21 dezembro 2017 às 14:30

Muito bonito Vera.

Membros

Designers PEAPAZ

*Sílvia Mota*

*Margarida*

*Nara Pamplona

*Livita*

*Imelda*

*Toninho*

Poema ao acaso...

Visitantes

Badge

Carregando...

© 2018   Criado por Sílvia Mota.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço