Pelo dia de ontem

e por todos os dias das nossas vidas

Aos meus lindos e queridos filhos
Arnóbio, Gabriel e Rafael
Desejo-lhes um dia feliz.

Desafiem alegres momentos

e relembrem os doces folguedos

do esconde-esconde de outrora.

Desejo-lhes um dia eterno.

Burlem a finitude inerente ao ser humano

e perpetuem-se na honestidade,

matéria-prima do viver em paz.

Desejo-lhes um dia de esperança.

Espanquem os medos intimidadores

e com a mesma bravura da inocente infância,

continuem a encantar os meus sonhos.

Desejo-lhes um dia de fé.

Ignorem os descompromissos com a verdade

e sejam fortes e justos no labor diário,

sempre fieis à própria essência.

Desejo-lhes um dia de sonhos.

Sonhem sem fugir da realidade

e recolham no abraço as mulheres amadas,

num pacto de alegria e de fidelidade...

Desejo-lhes um dia de crescimento.

Não se contaminem à arrogância do poder

e mantenham-se íntegros nas suas decisões,

dignos representantes de um sábio viver.

Desejo-lhes um dia de amor.

Não se filiem à desilusão do desamor

e cultuem o amar, pois HOMENS jamais serão,

se rejeitarem o amor em toda a plenitude.

Desejo-lhes, finalmente,

que nenhum fugaz momento

entristeça o fulgor deste dia.

Meu carinho, minha adoração.
Sua Mãe,
Sílvia Mota a Poeta e Escritora do Amor e da Paz
Rio de Janeiro, 15 de outubro de 2003
Reeditado em 6 de abril de 2017
♥Tchaikovsky. Piano, Concerto N. 1. Lang Lang / Järvi♥

Exibições: 82

Comentar

Você precisa ser um membro de Poetas e Escritores do Amor e da Paz para adicionar comentários!

Entrar em Poetas e Escritores do Amor e da Paz

Comentário de Nieves Merino Guerra em 24 abril 2017 às 14:28

La imagen puede contener: texto

Comentário de Filomena Azevedo Leite em 23 abril 2017 às 13:08

Tão belas, tão sábias palavras para externar teu amor, Sílvia!

Amor aos filhos, um amor sem disfarces! Bjs.

Comentário de Mônica do S Nunes Pamplona em 13 abril 2017 às 3:45

Teu amor materno materializado, em tua poesia.

Sábios conselhos.

Parabéns, querida Sílvia.

Pela criativa e grande obra.

Bjssss.

Comentário de Miriam Inés Bocchio em 7 abril 2017 às 15:07

Comentário de Elías Antonio Almada em 6 abril 2017 às 18:13

Comentário de MARGARIDA MARIA MADRUGA em 6 abril 2017 às 17:46

Uma poesia terna e educativa. PARABÉNS Sílvia.

Comentário de Mauro Martins Santos em 6 abril 2017 às 17:20

*****

Destaco por não precisar dizer mais nada, querida mãe e mestra Sílvia.

(...)e perpetuem-se na honestidade,

matéria-prima do viver em paz.

 

(...) Espanquem os medos intimidadores

e com a mesma bravura da inocente infância,

continuem a encantar os meus sonhos.

Desejo-lhes um dia de fé.

(...) e sejam fortes e justos no labor diário,

sempre fieis à própria essência.

Comentário de María Cristina em 6 abril 2017 às 16:30

Comentário de José Hilton Rosa em 6 abril 2017 às 14:41

Mãe, sempre mãe, mãe de todos os momentos, mãe! uma palavra de amor.

Comentário de Jaime da Silva Valente em 12 julho 2010 às 23:48
Justos desejos de uma mãe responsável.
Parabéns pela homenagem, Sílvia! Bjss.

Membros

Poema ao acaso...

Portal para 38 Blogs-Sílvia Mota

Badge

Carregando...