Pelo dia de ontem

e por todos os dias das nossas vidas

Aos meus lindos e queridos filhos
Arnóbio, Gabriel e Rafael
Desejo-lhes um dia feliz.

Desafiem alegres momentos

e relembrem os doces folguedos

do esconde-esconde de outrora.

Desejo-lhes um dia eterno.

Burlem a finitude inerente ao ser humano

e perpetuem-se na honestidade,

matéria-prima do viver em paz.

Desejo-lhes um dia de esperança.

Espanquem os medos intimidadores

e com a mesma bravura da inocente infância,

continuem a encantar os meus sonhos.

Desejo-lhes um dia de fé.

Ignorem os descompromissos com a verdade

e sejam fortes e justos no labor diário,

sempre fieis à própria essência.

Desejo-lhes um dia de sonhos.

Sonhem sem fugir da realidade

e recolham no abraço as mulheres amadas,

num pacto de alegria e de fidelidade...

Desejo-lhes um dia de crescimento.

Não se contaminem à arrogância do poder

e mantenham-se íntegros nas suas decisões,

dignos representantes de um sábio viver.

Desejo-lhes um dia de amor.

Não se filiem à desilusão do desamor

e cultuem o amar, pois HOMENS jamais serão,

se rejeitarem o amor em toda a plenitude.

Desejo-lhes, finalmente,

que nenhum fugaz momento

entristeça o fulgor deste dia.

Meu carinho, minha adoração.
Sua Mãe,
Sílvia Mota a Poeta e Escritora do Amor e da Paz
Rio de Janeiro, 15 de outubro de 2003
Reeditado em 6 de abril de 2017
♥Tchaikovsky. Piano, Concerto N. 1. Lang Lang / Järvi♥

Exibições: 74

Comentar

Você precisa ser um membro de Poetas e Escritores do Amor e da Paz para adicionar comentários!

Entrar em Poetas e Escritores do Amor e da Paz

Comentário de Filomena Azevedo Leite 11 horas atrás

Tão belas, tão sábias palavras para externar teu amor, Sílvia!

Amor aos filhos, um amor sem disfarces! Bjs.

Comentário de Mônica do S Nunes Pamplona em 13 abril 2017 às 3:45

Teu amor materno materializado, em tua poesia.

Sábios conselhos.

Parabéns, querida Sílvia.

Pela criativa e grande obra.

Bjssss.

Comentário de Miriam Inés Bocchio em 7 abril 2017 às 15:07

Comentário de Elías Antonio Almada em 6 abril 2017 às 18:13

Comentário de MARGARIDA MARIA MADRUGA em 6 abril 2017 às 17:46

Uma poesia terna e educativa. PARABÉNS Sílvia.

Comentário de Mauro Martins Santos em 6 abril 2017 às 17:20

*****

Destaco por não precisar dizer mais nada, querida mãe e mestra Sílvia.

(...)e perpetuem-se na honestidade,

matéria-prima do viver em paz.

 

(...) Espanquem os medos intimidadores

e com a mesma bravura da inocente infância,

continuem a encantar os meus sonhos.

Desejo-lhes um dia de fé.

(...) e sejam fortes e justos no labor diário,

sempre fieis à própria essência.

Comentário de María Cristina em 6 abril 2017 às 16:30

Comentário de José Hilton Rosa em 6 abril 2017 às 14:41

Mãe, sempre mãe, mãe de todos os momentos, mãe! uma palavra de amor.

Comentário de Jaime da Silva Valente em 12 julho 2010 às 23:48
Justos desejos de uma mãe responsável.
Parabéns pela homenagem, Sílvia! Bjss.
Comentário de Mônica do S Nunes Pamplona em 11 julho 2010 às 18:16
Filhos nossos que nos encantam
Que nos enchem de esperanças
Em nossos sonhos acalantam
Sempre serão nossas crianças.

Lindíssima homenagem.
Lindos filhos.
Parabéns.
Bjssssssssss

Fotos

Carregando...
  • Adicionar fotos
  • Exibir todos

Poema ao acaso...

PLATAFORMA LATTES

É possível registrar, para efeitos acadêmicos, os textos publicados no Portal PEAPAZ. Quando se realiza o login na Plataforma Lattes, do lado direito da tela aparece uma janela com a pergunta: "O que você quer registrar?" com a listagem dos tipos de publicações a serem registradas. Entre essas, consta: "Redes Sociais, Websites, Blogs", onde o autor deverá clicar. A partir daí abrirá uma janela, na qual se realizará o registro. É necessário preencher todos os espaços.

Badge

Carregando...
*