Benditas as mãos que escrevem

E por meio dos escritos

Manifestam sentimentos da alma

E ainda comovem os corações dos que leem,

Pois a arte da escrita é divina,

e as mãos são dádivas a conduzirem os destinos de quem vive esta sina.

Elas são movidas de sentimentos de pureza e verdade,

De leveza e generosidade,

De luz e intensidade.

E assim os escritores são sagrados

Eles fazem desta arte sua rotina.

Francisco Martins Silva

Uruçuí-PI-Brasil.

Exibições: 89

Comentar

Você precisa ser um membro de Poetas e Escritores do Amor e da Paz para adicionar comentários!

Entrar em Poetas e Escritores do Amor e da Paz

Comentário de Sílvia Mota em 9 agosto 2016 às 9:15

Comentário de Críspulo Cortés Cortés em 4 agosto 2016 às 13:02

Comentário de Dione Fonseca de Barros em 30 julho 2016 às 18:25

Lindo poema. Parabéns amigo poeta Saudações

 bom Domingo

© 2019   Criado por Sílvia Mota.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço