Palavras, como cascas de barata,
luzem na contraluz e se desfazem
na memória do instante seguinte.

Cego como morcego, ouço o mar
batendo em aposentos vazios
em busca da beleza primal.

Quatro cadeiras e a cama arqueada
na simples sucessão convencional
de necessidades vitais.

Meu portal sem maçaneta
se abre ostensivamente
à paisagem oleosa.

Vozes de homens velhos
procurando ouvidos
em meio a fatos corriqueiros.

Frágeis cascas que conheci como homens,
sorriem banguela para a vida
que insiste em não deixa-los partir.

Eros afogado às velhas vontades,
ribomba desejos, sensações, aflições,
agitando o casulo seco.

Move-se a grande indiferença,
ressurgem as velhas vontades
na mesa parca, engalanada.

Apaga-se a vela.
O escuro eterno.
Pronto. Nada mais será novo...

Exibições: 48

Comentar

Você precisa ser um membro de Poetas e Escritores do Amor e da Paz para adicionar comentários!

Entrar em Poetas e Escritores do Amor e da Paz

Comentário de JOSÉ CARLOS RIBEIRO em 31 janeiro 2018 às 17:09

Palavras fortes que traduzem tudo um aquilo vivido pelos olhos. BELO POEMA

Comentário de Sílvia Mota em 31 janeiro 2018 às 10:36

Forte constatação de que é chegado o fim.

Poema especialmente sensível.

Belíssimo! Parabéns!

Beijosssssssssssss

Comentário de Marcia Portella em 30 janeiro 2018 às 16:41

Paolo,que forma perfeita de dizer que tudo chegou ao fim...Te abraço

Comentário de Neuza de Brito Carneiro em 29 janeiro 2018 às 23:10

Poema lindo!

Comentário de MARGARIDA MARIA MADRUGA em 29 janeiro 2018 às 19:18

Que triste realidade:

Frágeis cascas que conheci como homens,
sorriem banguela para a vida
que insiste em não deixa-los partir.

Comentário de Elías Antonio Almada em 29 janeiro 2018 às 15:35

Comentário de Antonio Cabral Filho em 29 janeiro 2018 às 15:35

Tinha que ser Paolo Lim !!

Membros

Aniversários

Aniversários de Amanhã

Designers PEAPAZ

*Sílvia Mota*

*Margarida*

*Nara Pamplona

*Livita*

*Imelda*

*Toninho*

Poema ao acaso...

Visitantes

Badge

Carregando...

© 2018   Criado por Sílvia Mota.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço