Ausência  inserida

        Refletida, sem seus passos

        Sem seu ar, sem seu chamado

         Falta o frescor  da  margarida

         Essência  de seus  braços

         Silêncio  de casa vazia

         Penumbra de olhos fechados

         Oração do meio dia

         Ausência do bem amado.

    Neide  H.                                                                     Feliz  Natal!!!!!!!

Exibições: 16

Comentar

Você precisa ser um membro de Poetas e Escritores do Amor e da Paz para adicionar comentários!

Entrar em Poetas e Escritores do Amor e da Paz

Comentário de Mônica do S Nunes Pamplona em 9 janeiro 2018 às 3:20

Uauu!!

Que beleza de poesia.

Parabéns, poetisa.

Bjsss.

Comentário de Dulce de Souza Leao Barros em 21 dezembro 2017 às 17:56
Muito lindos! Feliz Natal! Beijo.
Comentário de Elías Antonio Almada em 21 dezembro 2017 às 14:40

Comentário de MARGARIDA MARIA MADRUGA em 21 dezembro 2017 às 14:29

Feliz Natal Neide e 2018 com continuidade de belas poesias.

Comentário de Etelvina Gonçalves da Costa em 21 dezembro 2017 às 10:39

Querida amiga que me dá a honra da sua presença agradeço de coração. Antes de responder ao comentário que escreveu na minha página eu preferi vir conhecer um bocadinho de si e do seu trabalho como escritora e poetisa e aqui estou deslumbrada pelo seu trabalho poético muito bem escrito . Gosto de poemas com mensagem com principio meio e fim que causem ansiedade ao leitor. Não é maldade é prazer que incuto no leitor .. ...o Existem tres partes num poema por muito singelo que seja que representam muito: o principio desperta o interesse, o meio é para manter o interesse, de chegar ao epilogo é assim faço a minha poesia e também os meus contos . Um poema não tem medida... nem é de grande importância a rima embora haja determinadas formas de poesia que exigem rima ,mas isso é outro assunto ,mas aquela verbosidade que nos sai do coração não dá jeito nenhum pensar na rima... A rima é procurar palavras que se adequam e isso tira o encanto do que o coração estava a querer dizer, deturpa logo tudo.. Sou pois adepta do poema em que se fala, apenas se diz ,o que o nosso coração precisa de extravasar.. aliviar ou até muito pelo contrario aconchegar revelando nas palavras escritas a ventura , a bênção...Pois bem adorei a sua forma de escrever  AUSÊNCIA é um poema minimalista mas que em poucas palavras diz o que se esperava suscita logo ao primeiro verso a vontade de saber o fim . e ai está a ausência de quem se ama daquele que mais desejamos a sua presença tudo o resto que esta frente a seus olhos perde a graça .. belíssimo poema, este sim com poesia esse sentimento que vem da nossa alma, tem rima ,podia não ter,  não era o mais importante.termina com Feliz Natal. qual e a festa que uma mulher deseja que seja feliz ? a presença do ser amado.... Continuando apenas passei os olhos por mais temas que voltarei para comentar dizer o que penso .... Nunca comento um trabalho seja de  quem for apenas com gosto ou está muito bom. prefiro  que digam sempre mais alguma coisa até podem dizer este poema não me despertou o interesse que desejava É que assim evoluímos mais.. Minha amiga felicidades um Santo Natal e um Novo ano repleto de graças de Deus e realizações pessoais .. beijos e obrigada por me ler.

Mauro M. Santos

Graça Campos

Carlos Saraiva

José Santiago

Lilian Reinhardt Art

De Luna Freire

Visitantes

Liv Traffic Stats

Badge

Carregando...

© 2018   Criado por Sílvia Mota.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço