Beijar

No sol 
do meio dia correm ondas de lavas
que
incendeiam teu corpo moreno
que mergulha nas águas.

Neste
inextinguível minuto que trava
todos os meus segundos
eu flutuo no ar.

A minha
alma é o mundo e o mundo me obriga a calar
nada disto me acalma
porque não é meu este teu olhar .

E nada há neste mar...
que 
não tem começo
e nem rumo,
é o meu avesso e nem vai acabar.

Saia destas águas amornadas
e vem me abraçar
me beija com gosto de corpo molhado
e do sal deste mar.


Tua
boca me conta segredos
mas

eu te calo com os meus dedos
que

eu mais quero é te beijar.


SorrisodeRosas


Exibições: 24

Comentar

Você precisa ser um membro de Poetas e Escritores do Amor e da Paz para adicionar comentários!

Entrar em Poetas e Escritores do Amor e da Paz

Membros

Poema ao acaso...

Pensamento do dia

Autores em destaque - hoje 

Portal para 38 Blogs-Sílvia Mota

Badge

Carregando...