Sempre me espanto com tudo que vejo.
O ressoar do vento suspirando lamentos.
O grito das gaivotas, rios que invadem a
grandeza do mar perdendo a doçura.


A paciência incessante das chuvas que
pingam em doces gemidos ao tocar a terra.
A semente que brota a flor que desabrocha.


À noite de luar, os amores envoltos em
lembranças e eternas esperanças.
Pedras que retiramos do caminho e voltam
-sabe-se lá de onde- ao mesmo lugar em
erros cansados de tropeçar...


O sonho morto,a realidade em gritos, 
o instinto alerta,a razão arrogante que
amarga na boca em espasmos de dor...

                                                           Marcia Portella

                                                                                            (16 de agosto  2017)

Imagem_mariska_karto-

 

Exibições: 222

Comentar

Você precisa ser um membro de Poetas e Escritores do Amor e da Paz para adicionar comentários!

Entrar em Poetas e Escritores do Amor e da Paz

Comentário de Marcia Portella em 6 fevereiro 2018 às 9:49

Lilian feliz com sua presença em minhas letras...Abraço

Comentário de Lilian Viacava Dama de la Poesía em 30 janeiro 2018 às 17:53

Vin me deleitar com a suas letras para le conhecer

Parabens amiga

Comentário de Marcia Portella em 20 dezembro 2017 às 9:08

Francesinha, grata por estar presente sempre generosa e repleta de amor em seus comentários.

Te abraço com carinho

Comentário de Maria-José Chantal F. Dias em 9 dezembro 2017 às 14:10

Sempreque te releio surge outra reação emocional ao teu escrito

Hoje ressoou em mim fortemente o ultimo terceto

"O sonho morto,a realidade em gritos, 
o instinto alerta,a razão arrogante que
amarga na boca em espasmos de dor..."

se bem que o teu primeiro verso sempre me emocionou,

pela sua verdade e simplicidade

pois nunca me canso, eu,

de ver o dia e a noite, e tudo o que eles contêm,

como sendo meu primeiro olhar de vida sobre eles!

 beijos numa escrita a que o ning resolveu dar um toque original, se bem que igual!!

Podiam ter acrescentado a cor!!! rsrs

chantal fournet

Comentário de Marcia Portella em 10 novembro 2017 às 21:24

Querida Regina feliz  com sua presença...Te abraço

Comentário de Vera Regina Cazaubon em 6 novembro 2017 às 10:28

Realidade para muitos bem marcante:O sonho morto,a realidade em gritos, 
o instinto alerta,a razão arrogante que
amarga na boca em espasmos de dor..., bjsssssssssssssssssssssss

Comentário de Vera Regina Cazaubon em 6 novembro 2017 às 10:25

Magníficooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooo, parabéns amada, uma belíssima inspiração, beijokas com carinho

Comentário de Marcia Portella em 4 novembro 2017 às 16:15

Querida Monica feliz com sua presença em meus versos...Te abraço

Comentário de Mônica do S Nunes Pamplona em 30 outubro 2017 às 0:43

Incessantes caminhos a optar na vida.

Profundos e grandes versos.

Bela obra, minha querida.

Bjssss.

Comentário de Marcia Portella em 21 outubro 2017 às 9:35

Margarida grata por estar presente ...Abraço

Membros

Designers PEAPAZ

*Sílvia Mota*

*Margarida*

*Nara Pamplona

*Livita*

*Imelda*

*Toninho*

Poema ao acaso...

Visitantes

Badge

Carregando...

© 2018   Criado por Sílvia Mota.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço