Coração

 

Diz ao meu coração

o que o teu coração comporta

e com teu olhar doce e profundo

que todas as belezas deste mundo

estão mortas.

 

Porque eu já sei que o amor não é perfeito

mas seus defeitos são difíceis de achar

porque quem ama fica cego

e adormecido

e o ego meu amigo

vai embora para nunca mais voltar

 

E aqui sozinho neste sofá enclausurado,

eu sentado, como um encarcerado a rezar

se as paredes desabassem neste instante

eu ficaria radiante

pois eu morreria e nunca mais iria amar

 

Mas você chega recheada de carinho

e eu me pego sorrindo...

como um tolo a te olhar,

tudo que importa

é que voltaste ao nosso ninho

eu te digo baixinho

nunca vou deixar de te amar.

Alexandre Montalvan

Exibições: 70

Comentar

Você precisa ser um membro de Poetas e Escritores do Amor e da Paz para adicionar comentários!

Entrar em Poetas e Escritores do Amor e da Paz

Membros

Designers PEAPAZ

*Sílvia Mota*

*Margarida*

*Nara Pamplona

*Livita*

*Imelda*

*Toninho*

Poema ao acaso...

Visitantes

Badge

Carregando...

© 2018   Criado por Sílvia Mota.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço