.

Sobre el lienzo donde esbozo

 la pintura de mis sueños

 vacíos,

secos,

ruinosos...

Esparcí -sin darme cuenta-

con distintas pinceladas

cada minuto de vida

solitaria,

 entristecida,

 desierta...

Miré fijamente a tus ojos

 y en ese instante te amé

con el alma,

con mi cuerpo

 revivida...

La esperanza renovada

renaciendo mi alegría,

ilusiones,

entregas,

fantasías...

Cuando -al fin- te encontré.

 

.

Nieves Merino Guerra

 09 de septiembre de 2016

 

 

--------------------

Exibições: 89

Comentar

Você precisa ser um membro de Poetas e Escritores do Amor e da Paz para adicionar comentários!

Entrar em Poetas e Escritores do Amor e da Paz

Comentário de Nieves Merino Guerra em 13 junho 2017 às 16:15

La imagen puede contener: texto

Comentário de Nieves Merino Guerra em 24 abril 2017 às 14:16

Comentário de Livita Silva em 24 abril 2017 às 13:30

Lindo poema e a imagem foi muito bem escolhida!!!. Descreveu-a  em poesia, muito bem.

Parabéns.

jinhos

Comentário de Maria Iraci Leal em 15 setembro 2016 às 19:12

Nieves Merino Guerra

Querida hermanita Nieves,

hermoso poema nos compartes,

encantada, besos MIL.

Comentário de Marcia Portella em 15 setembro 2016 às 16:23

Linda criatura,canto de beleza ímpar...Te abraço

Comentário de Críspulo Cortés Cortés em 14 setembro 2016 às 6:14

Comentário de LETI RIBEIRO em 13 setembro 2016 às 22:08

Que lindeza! Parabéns pela linda obra! Beijos mil

Comentário de Loubah Sofia em 13 setembro 2016 às 19:45

Comentário de Loubah Sofia em 13 setembro 2016 às 19:45

Quanta delicadeza nessa simplicidade terna de expressar seus sentimentos assim em cores suaves, quietas como que agasalhadas na calidez de um abraço ganhado por braços e coração amorosos.

Tão bom ler sua inspiração Nieves... Tão lindo esse sentir... Agradeço por ter partilhado.

© 2019   Criado por Sílvia Mota.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço