Desencantos

De Té

Provei o desencanto , porquê lamentar.

Meus olhos a inundar a dor, que o coração tem.

Mas forçado é gritar ,por em dor me achar..

E o desabafo é um bem, quando se sofre por amar.

Mais nada importa agora, fecha-se a porta

Não se ouve ninguém, pois se errei, foi por bem

Nada me digam agora, porque a ferida é mortal

Por esse tão grande mal , que minha alma tem

Se vozes ouvirem, a congeminar o porvir

Minhas chagas ainda sangram e assim vão abrir

Não me quer bem esse olhar que em mim se detém

Mas quem é que não tem,dores de amor por alguém?

De Té Etelvina Da Costa

Exibições: 49

Comentar

Você precisa ser um membro de Poetas e Escritores do Amor e da Paz para adicionar comentários!

Entrar em Poetas e Escritores do Amor e da Paz

Comentário de Etelvina Gonçalves da Costa em 20 fevereiro 2018 às 8:08

Muito obrigada Maria Cristina uma linda imagem que me envia adorei assim como a sua presença na minha página beijo uma boa semana feliz

Comentário de María Cristina em 19 fevereiro 2018 às 12:23

Comentário de JOSÉ CARLOS RIBEIRO em 17 fevereiro 2018 às 8:04

Um lindo poema onde a dor do amor  esta dentro de um lindo coração apaixonado

Comentário de Elisiário Luiz em 14 fevereiro 2018 às 23:29

 Quão bem tem sido te acompanhar nesses estreitos que conduzes o leitor um excelente empenho amiga Fique Bem! Abraços!

Comentário de MARGARIDA MARIA MADRUGA em 14 fevereiro 2018 às 21:53

Eu achei essa mensagem interessante e vou deixá-la postada aqui.

BOA NOITE TÉ!

O amor é constante ferida aberta.

Não desejo a ninguém viver cicatrizado.

Pe. Fábio de Melo

Comentário de Elías Antonio Almada em 14 fevereiro 2018 às 19:05

Comentário de Etelvina Gonçalves da Costa em 14 fevereiro 2018 às 16:39

Coloquei duas imagens porque é nosso mau hábito não nos lembrarmos que dores de amor todos tê sejam eles sejam elas . Eles escondem mais essas dores por orgulho por machismos ... Essa de homem não chora não e verdade sofrem tantas vezes  muito mais que a mulher .  Mulher pela sua fragilidade sofre mais recolhida mas é corajosa e enfrenta os desencantos e as decepções mais serenas .

Membros

Designers PEAPAZ

*Sílvia Mota*

*Margarida*

*Nara Pamplona

*Livita*

*Imelda*

*Toninho*

Poema ao acaso...

Visitantes

Badge

Carregando...

© 2018   Criado por Sílvia Mota.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço