Enquanto a fumaça do café quente embaçava um pouco seus óculos e a caneca aquecia suas mãos, aproveitava a pausa para olhar a janela. Sabia o que veria, porque quando a cidade abre seu guardachuva, as ruas colorem-se sempre de cinzas e marrons...

A temperatura amena quase a fizera esquecer que ainda era verão. Loucuras do tempo : casacos no verão ...

Mas por que usavam casacos ? rsrsrs  Cariocas são sui generis; basta um pouco de chuva e lá vem as botas e os casacos que estavam loucos por um pouquinho de ar ... rsrsrs

A canção diz que cariocas não gostam de dias nublados. Ahhh ... mas ela gostava muito ! Podia espreguiçar-se e se satisfazer com os lençóis geladinhos; um banho morninho era relaxante; a fumaça do café a fazia pensar ...

Definitivamente não

suportava aquele calor alucinado, que fritava as

vinte e quatro horas do dia !!

De quando em vez alguém passava emburrado com a chuva. Então lembrava do velhinho que dizia “as plantas gostam !... “  rsrsrs O emburrado provavelmente diria  “não sou planta !”  rsrsrs

Pensando bem, tantas coisas boas haviam acontecido em dias assim ... Amores antigos, olhares, conversas ao pé do ouvido ... Livros, jogos, músicas ...  Também há vida na chuva  - queria ela gritar para o emburrado, que já ia longe ... rsrs

Divertia-se.

Gostava dos dias de chuva.

E aconchegada em seus pensamentos, ficou a ver a chuva colorir de cinzas e marrons a cidade ...

                                                                                                                                                   Waulena

                                                                                                                    

 

Exibições: 62

Comentar

Você precisa ser um membro de Poetas e Escritores do Amor e da Paz para adicionar comentários!

Entrar em Poetas e Escritores do Amor e da Paz

Comentário de Waulena d'Oliveira Silva em 11 fevereiro 2018 às 12:10

Querida Silvia, Amiga e Mestra, muito obrigada pelo carinho !!!

Bjsss Wau

Comentário de Sílvia Mota em 10 fevereiro 2018 às 1:06

Passeio gostoso, pelas ruas chuvosas da imaginação. Uma felicidade ler-te! Beijosssssssss

Comentário de Waulena d'Oliveira Silva em 9 fevereiro 2018 às 0:13

Poeta José Aurélio, fico feliz com tua visita e que tenhas tido um bom momento com meu texto.

Parece que os deuses fazem de propósito, não ? Colocar-nos , os calourentos, em locais quentes ... rsrs

Obrigada !!

Bjss Wau

Comentário de José Aurélio Medeiros da Luz em 8 fevereiro 2018 às 21:04

Cara Waulena: texto sensível o seu, que me senti como a observar aquelas aquarelas de dias chuvosos, com os reflexos cromáticos dos guarda-chuvas e agasalhos, tremulando no espelho líquido da calçada. Igualmente a você, não sou muito do calor, apesar de goiano...

Comentário de Waulena d'Oliveira Silva em 7 fevereiro 2018 às 1:44

Poeta Elisiário, muito obrigada pela visita !

Fico feliz que tenhas tido um bom momento ao ler meu texto.

Bjss Wau

Comentário de Elisiário Luiz em 6 fevereiro 2018 às 22:30

Bem também adoro qualquer excesso felizmente nas devidas proporções cara amiga Waulena d'Oliveira Silva brilhante sua maneira de se expressar ...Fique Bem - Abraços!

Comentário de Waulena d'Oliveira Silva em 6 fevereiro 2018 às 11:18

Não é mesmo Margarida querida ?! Eu os acho mais aconchegantes ...

Sou carioca mas sempre detestei o calor ! rsrs

Obrigada !!

Bjsss Wau

Comentário de MARGARIDA MARIA MADRUGA em 6 fevereiro 2018 às 11:12

Eu amo os dias nublados, chuvosos e até tempestivos...

Também amo os ensolarados, quentes...

Só que a pele de agora não suporta tão bem o sol, o calor exessivo.

Adorei o seu texto.

Comentário de Waulena d'Oliveira Silva em 6 fevereiro 2018 às 11:09

Amigo Antonio, tão bom encontrá-lo aqui !

Obrigada pela visita e gentil comentário !

Bjsss Wau

Comentário de Waulena d'Oliveira Silva em 6 fevereiro 2018 às 11:09

Obrigada Amigo Elias !

Bjss Wau

Membros

Designers PEAPAZ

*Sílvia Mota*

*Margarida*

*Nara Pamplona

*Livita*

*Imelda*

*Toninho*

Poema ao acaso...

Visitantes

Badge

Carregando...

© 2018   Criado por Sílvia Mota.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço