São longas horas, solidão cortante
Aqui, neste recanto de abandono
Idílios remoendo, vai-se o sono
Soluços flébeis, ecos... Delirante!

Assombra-me a lembrança torturante
Acinzentou-se a vida, fez-se outono
No coração saudade erige trono
Dolência me corrói enclausurante

As rubras emoções daquelas noites
Acossam pensamentos feito açoites
Teu gosto de pecado ainda guardo

O quarto me suplica teu aroma
Não deixes que a tristura me carcoma
Não posso suportar mais esse fardo!

Exibições: 7

Comentar

Você precisa ser um membro de Poetas e Escritores do Amor e da Paz para adicionar comentários!

Entrar em Poetas e Escritores do Amor e da Paz

Fotos

Carregando...
  • Adicionar fotos
  • Exibir todos

Poema ao acaso...

PLATAFORMA LATTES

É possível registrar, para efeitos acadêmicos, os textos publicados no Portal PEAPAZ. Quando se realiza o login na Plataforma Lattes, do lado direito da tela aparece uma janela com a pergunta: "O que você quer registrar?" com a listagem dos tipos de publicações a serem registradas. Entre essas, consta: "Redes Sociais, Websites, Blogs", onde o autor deverá clicar. A partir daí abrirá uma janela, na qual se realizará o registro. É necessário preencher todos os espaços.

Badge

Carregando...
*