Ela vai e vem e de novo vai e espera
Seu amor partiu para a emigração
Os anos passaram e ele noutra esfera
Ela presa do amor e tolhida de coração

O emigrante parte a procura do pão
Encontra e regressa ou a volta já era
Ela vai e vem e de novo vai e espera
Seu amor partiu para a emigração

Não pode mais cuidar da casa e do Pera
O seu velho cãozinho de estimação
O Pera sonha e ladra e como ela espera
Já sente as pernas fracas e com razão
Ela vai e vem e de novo vai e espera

 

João Pereira Correia Furtado

Praia, 18 de janeiro de 2016
http://joaopcfurtado.blogspot.com

Exibições: 68

Comentar

Você precisa ser um membro de Poetas e Escritores do Amor e da Paz para adicionar comentários!

Entrar em Poetas e Escritores do Amor e da Paz

Comentário de Sueli Fajardo em 10 janeiro 2017 às 18:57

Encantada com seus reais e encantados versos. Feliz 2017

Comentário de João Pereira Correia Furtado em 24 agosto 2016 às 14:08

Caro amigo Antonio Cabral Filho

Estou bem e de saúde. Tem escrito, umas vezes mais outros menos.
Tenho sempre algo novo no http://joaopcfurtado.blogspot.com/

Abraço de PAZ E BEM.

João Furtado

Comentário de Antonio Cabral Filho em 24 agosto 2016 às 13:41

Bela obra João! Mas você está bem, sua saúde, os trabalhos. Tem escrito muito? Manda poesia pra gente. Queremos revê-lo. Abraços

Comentário de Dione Fonseca de Barros em 27 janeiro 2016 às 0:02

Pobre  de quem vive na espera .Doendo sempre o coração na saudade . O vai passa rápido mas a espera custa. 

Comentário de Críspulo Cortés Cortés em 19 janeiro 2016 às 12:28

Comentário de Maria Iraci Leal em 19 janeiro 2016 às 10:44

Comentário de Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ Sílvia Mota Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ em 19 janeiro 2016 às 10:04

Membros

Poema ao acaso...

Pensamento do dia

Autores em destaque - hoje 

Portal para 38 Blogs-Sílvia Mota

Badge

Carregando...