ELAS, LAVOISIERAS BELAS...
Olhares ficam enfeitiçados , oh, cerrados...
Meninas damas, belas e faceiras,
Delírio dos prados,  solos mineiros!
Vestidas  ao vento, desnudam  pensamentos,
dançam   valsas azuis e levam às alturas,
montanhas de sonhos...
 Delicados buquês,  leves criaturas,
benditas flores do cerrado,
Quimeras...
Elas, Lavoisieras  Belas...

Olhares ficam enfeitiçados , oh, cerrados...
Meninas damas, belas e faceiras,
Delírio dos prados,  solos mineiros!
Vestidas  ao vento, desnudam  pensamentos,
dançam   valsas azuis e levam às alturas,
montanhas de sonhos...
 Delicados buquês,  leves criaturas,
benditas flores do cerrado,
Quimeras...
Elas, Lavoisieras  Belas...
Maria das Graças Araújo Campos. Elas, Lavoisieras Belas...

Lincença Criative Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-No Derivative Works 3....

Exibições: 29

Comentar

Você precisa ser um membro de Poetas e Escritores do Amor e da Paz para adicionar comentários!

Entrar em Poetas e Escritores do Amor e da Paz

Comentário de Arlete Brasil Deretti Fernandes em 9 agosto 2017 às 22:42

Parabéns, querida Graça.

Arte maravilhosa!

Beijos,

Arlete.

Comentário de LUCIA GUEDES (Lufague) em 11 maio 2017 às 1:19

Que lindo! Gracinha, tua arte é belíssima! 

Comentário de Maria das Graças Araújo Campos em 10 maio 2017 às 10:38

Poema e pintura, Da Série: FLORES DO CERRADO. 2017. 

 Graça Campos.

Membros

Poema ao acaso...

Pensamento do dia

Autores em destaque - hoje 

Portal para 38 Blogs-Sílvia Mota

Badge

Carregando...