Entardecer

 

  Escuto ao longe o som que vai me invadindo

A m´musica suave côa acordes celestiais // m                        

Recordo-me do céu azul sem nuvens

Refletindo no branco transparente das águas

 

Seus olhos eu vejo neste momento.

Tão claros como na agua refletidos o céu

Paz é o que sinto ao sentir teu olhar no meu

Sinto-me em oração, minha alma eleva.

 

Agradeço pelo o que recebo  

O céu iluminado pela luz do sol

Cor linda no firmamento. Anoitece

Suspiro feliz e faço uma oração ao Eterno

 

Amanhã verei o nascer do sol.

No momento vejo estrelas e luar

A lua nasce faceei-a e cheia

Clareia a água e nela reflete seu encanto

 

Musicam apaixonadas no ar...

Meu coração entoa a mesma canção

Meus lábios cantam baixinha Aleluia

Aleluia de Leonard Cohen

 

Dione Fonseca

 

 

 

 

 

 

 

Exibições: 27

Comentar

Você precisa ser um membro de Poetas e Escritores do Amor e da Paz para adicionar comentários!

Entrar em Poetas e Escritores do Amor e da Paz

Comentário de Dione Fonseca de Barros em 22 outubro 2017 às 12:39

Minha sempre presente poeta amiga. Amei a presença e as estrelas azuis 

 Vou carregar 

Bjus

Comentário de Lais Maria Muller Moreira em 17 outubro 2017 às 21:02

Um momento precioso capturado em suaves letras.

Deliciosa leitura Dione!!!!!

beijos

Membros

Poema ao acaso...

Portal para 38 Blogs-Sílvia Mota

Badge

Carregando...