Feliz Ano Novo- 2017

 

                                                         “Ao culminar este dia, somente devemos confiar em um futuro     melhor, em um amanhã mais digno da espécie humana; porém, esse amanhã terá de ser lavrado com nosso esforço. Com nossa inteligência e com a sublime aspiração de um destino superior”.

                                                                                                        Da Logosofia.

 

 

Há quantos anos desejamos ou desejam-nos Feliz Ano Novo?  Há uma ilusão na maioria das pessoas de que o Ano Novo  lhes trará dinheiro, amor, alegrias e muito mais.  E assim vão se passando os anos.

Se não houver esforços, perseverança  e  mudanças pessoais, tudo continuará passando igual.  Quero formar-me num curso que me proporcionará realizar-me,  mas se não me dedicar aos estudos, não atingirei meu objetivo. Se quiser ter um empreendimento que me permita crescer economicamente, tenho que aprender como farei para chegar lá.

Quantos que na passagem de ano comem lentilha, pulam sete ondas, comem sementes de uvas e continuam de braços cruzados esperando que seus desejos caiam do céu...

Em meu interno  residem todas as coisas com que sonho. Se eu buscar me conhecer, sabendo algumas de minhas qualidades, é um começo do que almejo.  Caso eu não tenha uma virtude que me facilitará o que desejo, posso esforçar-me para cria-la.

Alguns querem passar no vestibular, mas pouco estudam. Aí acendem velas, a mãe ou a avó reza, mas é claro que vai passar aquele que mais se esforçou e estudou.  E ainda há quem chame de “ sortudo” para o que passou.

Se possuo deficiências que me impedem crescer, devo esforçar-me  para extirpá-las de minha psicologia. O orgulho, a irritabilidade, o autoritarismo, o fanatismo aos poucos devem ir sendo debilitados.

O respeito  a todos e a tudo  é  essencial para uma boa convivência no trabalho, na família, em qualquer ambiente.

Se quero ser  feliz no Ano de 2017, mais do que fui em 2016, não vai ser o Ano Novo que me trará a felicidade que tanto almejo.   Sou eu mesma que terei de lutar para construí-la em minha vida e ajudar a quem precisa  da Felicidade e não sabe que ela está dentro de cada um de nós.

Não podemos mudar as massas humanas, mas se cada um começar a mudar a si mesmo, o mundo também começará a melhorar. As mudanças não são súbitas, são processos que vão se realizando aos poucos, mas que serão eternos.

                                                                   Florianópolis,  dezembro de 2016.

Exibições: 33

Os comentários estão fechados para esta mensagem de blog

Comentário de Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ Sílvia Mota Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ em 29 janeiro 2017 às 5:03

Comentário de Sueli Fajardo em 7 janeiro 2017 às 20:50

Isso mesmo, amiga. Um passo de cada vez, perseverança e fé. Feliz 2017!

Comentário de Críspulo Cortés Cortés em 23 dezembro 2016 às 6:52

Membros

Poema ao acaso...

Portal para 38 Blogs-Sílvia Mota

Badge

Carregando...