FOI ENCANTAMENTO

De Té

Ardente me enfeitiçaste

Naquele dia, que nunca mais esqueci
e eu ,como libélula encantada pela luz
Cai em teus braços fascinada.
Tuas palavras , traziam o calor da emoção
Adivinhavam ternura e paixão do teu coração
Saciando essa fome que nos corroía
Tornados num só, nessa exaltação
Deslumbrados, nesse encanto de perturbação
Pelo fascínio dos teus olhos tentadores

e nas palavras quentes sedutoras
Assim me segredavas amor

Já fazias promessas com ardor
Teus desejos ,já os sentia-nos beijos
Doces carícias, que me fariam vibrar
Tuas mãos suavizariam meu corpo
Aveludadas de ternura sensual
Teu cheiro me inebriaria ,e me levaria
a sublimes paraísos de luz
Gotejando nessa cegueira de lua cheia
Encharcados de meiguice generosa
Sentia-se o odor dos corpos esgotados
Destilando o cheiro de pétalas desfolhadas
Da natureza jubilosa ,que nos enleava

Fiquei presa a esse encantamento

Quem diria , que seria o meu tormento....



De Té Etelvina da Costa

30-10-10 /11-09-2017

Exibições: 22

Comentar

Você precisa ser um membro de Poetas e Escritores do Amor e da Paz para adicionar comentários!

Entrar em Poetas e Escritores do Amor e da Paz

Membros

Poema ao acaso...

Portal para 38 Blogs-Sílvia Mota

Badge

Carregando...