Não tente,
me aprisionar,
impor suas regras,
vir com argumentos.

Nada disso irá me fazer recuar.

Sou como a água da nascente,
clara e transparente,
frágil na aparência,
forte na essência,

Sigo o caminho interno do meu rio,
o meu coração é o meu norte.

Sou como o fogo,
se tentar reprimir,
certamente irei explodir.

Se tiver a força respeitada.
irei aquecer,
unir,
transmutar,
ao invés de provocar uma queimada.

Rédeas não prendem,
a minha alma livre,
como um pássaro no céu.

Sou o grito de liberdade,
da conectividade,
com o meu Eu Maior.

Sou simples assim!

A natureza é a minha mestra,
ela é quem me ensina,
me faz feliz e fascina!

Meu sentir está além,
das palavras e discussões,
é o meu elo com o divino.

Quando quiser ser ouvido,
volte-se para dentro de si mesmo,
e lembre-se de que somente você,
é dono de si mesmo,
e por mais que isso possa incomodar,
aos que tentam te limitar,
em sua mente e coração,
apenas você pode mandar.

Elza Ghetti Zerbatto

imagem: www.osmais.com

Exibições: 28

Os comentários estão fechados para esta mensagem de blog

Comentário de Geraldo Coelho Zacarias em 12 março 2018 às 2:08

Voei em suas asas da liberdade; e amei voar também nas asas 

de sua inspiração!!!

Um primor!!!

Aplausos e um bom dia.

Comentário de MARGARIDA MARIA MADRUGA em 15 janeiro 2018 às 12:57

Esplêndido Elza.

Comentário de Elías Antonio Almada em 14 janeiro 2018 às 17:37

Comentário de Sílvia Mota em 13 janeiro 2018 às 18:13

Somos os senhores das nossas ações e os únicos responsáveis pelos resultados delas provenientes.

Mensagem poética relevante.

Parabéns!

Beijossssssssssss

Membros

Designers PEAPAZ

*Sílvia Mota*

*Margarida*

*Nara Pamplona

*Livita*

*Imelda*

*Toninho*

Poema ao acaso...

Visitantes

Badge

Carregando...

© 2018   Criado por Sílvia Mota.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço