IMPROVÁVEL



Sonho com coisas simples

Pequenas talvez para alguns

Imensas para todo meu ser

Extremamente exigente



Exigência sim de ser feliz

Poder ir com passos firmes

Seguir em direção do amanhã

Com o coração vivendo a paz



Será uma grande exigência

Ou será um que de fantasia

Em um mundo tão indiferente

Totalmente comum ao não querer



Sim incomum o não ser mais feliz

Não ter mais a tão desejada paz

Sequer pensar e receber cortesias

Ou não viver o prazer de amar



Então permaneço ainda exigente

Acreditando ainda como mulher

Com o coração repleto de desejos

Sonhar a expectativa do improvável

 

Celi Romão

Exibições: 27

Comentar

Você precisa ser um membro de Poetas e Escritores do Amor e da Paz para adicionar comentários!

Entrar em Poetas e Escritores do Amor e da Paz

Comentário de Antonio Cícero da Silva em 11 novembro 2017 às 23:17

Muito bom...

Membros

Poema ao acaso...

Portal para 38 Blogs-Sílvia Mota

Badge

Carregando...