Maestrina do amor

Se pudesse...
escreveria tua beleza
nas partituras da vida
e ocuparia um compasso todo
só por executar minha semibreve no teu corpo.
Na mínima expressão da tua face
burilaria as semínimas artes do teu gosto
e as colcheias carnudas dos teus lábios
renderiam gostosas semicolcheias
que me deixariam fusa e semifusa...

Se pudesse...
buscaria a emoção do teu sorriso,
fosse breve, longa ou máxima,
mesmo aquela mais perdida
nas brumas do esquecimento...
Na fórmula do teu compasso
e, no passo adequado,
voariam as roupas que te arrancasse,
mudando de quando em quando
o andamento do teu beijo...

Se pudesse...
Em cada nota pontuada
estenderia meus suspiros, sem pausas...
Na tua clave de sol
sustentaria meu fá e, talvez, meu dó,
com voz rouca e grave, de agudas sensações...
Deslocaria nossos sons
em bemóis e sustenidos,
alterando-lhes o timbre
conforme o vibrar do nosso diapasão.

Na tonalidade das nossas peles
indicaria a escala certa,
por onde nosso tempo
elegeria nova modulação...
E, pianíssimo, piano, mezzo piano,
mezzo forte, forte, fortíssimo...
crescendo e diminuindo, maior e menor,
em solo, em duo...
cunharíamos, em orgia sensual,
nossa cinética musical!

Sílvia Mota a Poeta e Escritora do Amor e da Paz
Cabo Frio, 16 de setembro de 2009 – 00h42


Dedicatória: Ao Geraldo Luiz - querido irmão - pelos seus dons divinos frente ao piano...
Sílvia Mota a Poeta e Escritora do Amor e da Paz
Cabo Frio, 16 de setembro de 2009 – 00h42

promotional products


Exibições: 123

Comentar

Você precisa ser um membro de Poetas e Escritores do Amor e da Paz para adicionar comentários!

Entrar em Poetas e Escritores do Amor e da Paz

Comentário de Sílvia Mota em 24 novembro 2013 às 12:03

Comentário de Mônica do S Nunes Pamplona em 23 novembro 2013 às 19:59

Sempre bom reler grande obra.

Bjsssss

Comentário de Lúcia Cláudia Gama Oliveira em 20 novembro 2013 às 12:36

Maestrina que conduz com sensualidade os versos arrebatadores.

Belo e atraente sua poesia!

Beijossssss

Comentário de wagner marim em 17 novembro 2013 às 11:53

Uma verdadeira paixão musical. Aplausos. Grande abraço.

Comentário de Geraldo Coelho Zacarias em 18 março 2011 às 0:49

Teu descrever do mais sublime sentimento,

por si só,já é música!...e uma delícia de senti-la...

Parabéns;bjsssssss.

Comentário de Mônica do S Nunes Pamplona em 1 setembro 2010 às 11:18
Aplausos a essa Maestrina!
Desvendou o amor em uma partitura delicada e sensual.Puro lirismo.
Parabéns.
Bjsssssss
Comentário de Marcia Moreno em 21 abril 2010 às 0:28
Que belo poema, eterna música aos meus ouvidos somente em lê-lo, partituras lembram-me as aulas de música no ginásio e lendo sua poesia revi o amor e a emoção do som de um piano.Bjo'ssss

© 2019   Criado por Sílvia Mota.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço