Amigos Poetas e Escritores do Amor e da Paz,

Desejo-vos um Natal muito Feliz e um 2018 cheio de sorrisos ...

Abraço-vos

Natal


a lareira no seu crepitar
cadinho incandescente de afectos
o abraço do voltar
sorrisos rasgados
a samarra que se despe
companheira das noites frias
poiso do sapatinho
de olhos pendurados
com tanto jeitinho e esperança
pulos de criança


a mesa grande
comprida
prenhe de odores e sabores
enfeitada de azevinho
onde não falta o bacalhau
as filhoses rabanadas
e um bom vinho


as conversas que se cruzam
animadas de calor
os jogos que se jogam
dos confeites sob o Pai Natal
transformado em guarda-chuva
do rapa tira ou põe
à sueca bisca burro
a alegria e a fúria
da pequenada e adultos
no ganhar e perder


a meia-noite é
já não soa
apanham-se os olhos do sapatinho
abrem-se as prendas
à pressa e sem jeitinho
elas são poucas
noutros lares serão nenhumas
o repasto nenhum será
a família não se reunirá
só a tristeza se senta à mesa grande
comprida
muitas as lágrimas do não ter que dar
nem comer nem amar


será Natal?

in "Cintilações", Ana T. Freitas

 

Exibições: 15

Comentar

Você precisa ser um membro de Poetas e Escritores do Amor e da Paz para adicionar comentários!

Entrar em Poetas e Escritores do Amor e da Paz

Comentário de Ana Maria Teixeira Freitas em 20 dezembro 2017 às 17:04

Sou muito grata pelos vossos comentários :-)

Comentário de Elías Antonio Almada em 20 dezembro 2017 às 15:14

Comentário de MARGARIDA MARIA MADRUGA em 20 dezembro 2017 às 14:27

Será Natal para muitos?

Será Natal para você? Para mim?

Membros

Aniversários

Designers PEAPAZ

*Sílvia Mota*

*Margarida*

*Nara Pamplona

*Livita*

*Imelda*

*Toninho*

Poema ao acaso...

Visitantes

Badge

Carregando...

© 2018   Criado por Sílvia Mota.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço