Na natureza tem sintonia,
Há seres que quase não se pode ver,
Mas que dão exemplos de viver,
Em organização e harmonia.

A teia é uma arte da aranha,
Que engenhosa tece a sua rede,
É um ser que tem fome e sede,
Come o que na teia se emaranha.

E há muitas espécies de formigas,
Vivem com muita organização,
Trabalham e todas tem a sua função,
Da ecologia são importantes amigas.

Quem produz o mel, um néctar natural,
É a abelha, pequena trabalhadeira,
Na natureza, uma doceira muito especial.

Maravilhosa metamorfose da natureza,
Como magia, a lagarta vira borboleta,
Voa e enfeita a natureza com a sua beleza.

(Sibylla Ignês)

Exibições: 22

Comentar

Você precisa ser um membro de Poetas e Escritores do Amor e da Paz para adicionar comentários!

Entrar em Poetas e Escritores do Amor e da Paz

Comentário de Críspulo Cortés Cortés em 4 outubro 2016 às 5:54

Membros

Designers PEAPAZ

*Sílvia Mota*

*Margarida*

*Nara Pamplona

*Livita*

*Imelda*

*Toninho*

Poema ao acaso...

Visitantes

Badge

Carregando...

© 2018   Criado por Sílvia Mota.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço