Repassar sentimentos para a escrita, não deixa de ser uma arte.

Redigir o que se sente é uma questão de sapiência. Sim, pois vários eruditos, que apresentam estilo rebuscado são maçantes, enquanto outros em simplicidade  alcançam  graça e harmonia.

Grafar é incluir pessoas ao seu rol de conhecidos e quantas vezes ao meditar certas páginas nos sentimos muito próximos de quem as escreveu.

Concretizar em linhas os pensamentos é modificar conceitos e a boa  literatura não deixa de ser um modo prazeroso de abrir fronteiras, de alargar os estreitos horizontes humanos.

Cada escritor traz em si um germe, que poderá ser ou não desenvolvido, e ainda bem que muitos deixaram suas raízes nesta Terra para o nosso aproveitamento.

Quisera que todo escritor tivesse a chance de desenvolver seus talentos. Porém, os meios para que isto viesse acontecer estão escasseando, pois vemos no dia a dia boas publicações não lidas. E, é uma lástima que os interesses descambem para trivialidades.

Que a mentalidade se alargue, que as fronteiras se expandam, e que bons princípios se disseminem!

Um autor é uma ponte que nos leva a enxergar sob o seu prisma.

Que conheçamos muitos e muitos deles, e que a nossa gratidão recaia por sobre aqueles, que se privaram de tanto, para nos proporcionar a graça de ampliarmos nossos horizontes!

 

 

Exibições: 337

Comentar

Você precisa ser um membro de Poetas e Escritores do Amor e da Paz para adicionar comentários!

Entrar em Poetas e Escritores do Amor e da Paz

Comentário de Nieves Merino Guerra em 21 junho 2017 às 19:38

Comentário de Eduardo Eugênio Batista em 29 novembro 2016 às 22:02

Muito bem explanado e lembrado. Eu leio muito, muito! Abraço.

Comentário de Maria-José Chantal F. Dias em 30 agosto 2016 às 18:05

Comentário de Maria-José Chantal F. Dias em 30 agosto 2016 às 17:41

Acabei de perder tudo o que escrevi há 1h atrás...deusessssss que raiva!

Comentário de Maria-José Chantal F. Dias em 30 agosto 2016 às 16:28

comentario ao comentario de Silvia Mota de 12/7 rs

Querida Mestra e Escritora Silvia Mota e querida Escritora Laís Müller... SÓ HOJE AQUI CHEGUEI....PERDOEM...

Como não vou conseguir sar a vazão ao que me vai na Alma vou fazer por 2 comentários, mas levantando as frases que me acertaram em cheio pois estou a 1000% de acordo com elas!

Lembro-me o meu escândalo do meu début aqui, ao notar exactamente o que aqui está escrito sobre o facto do aplauso e elogio na base do NADA... de ter sido atribuido um 1º lugar a um trabalho, bom no conteúdo, sem duvida, mas com mil e cem erros de gramatica, sintaxe, ortografia e pontuação sem a mínima referência a tal... E ...com mil aplausos!!!!!

"Erros ortográficos e mil outras afrontas à língua portuguesa. Tudo, num só “poema”! Por outro lado, os comentários ocupam mais de uma página - e todos engrandecedores! Isso ocorre a todo momento, por lá. Atrás de cada comentário, um chamado explícito, à própria escrivaninha. A questão é ter MUITAS leituras e MUITOS comentários, a qualquer custo. A sinceridade, pouco importa." [...] (Silvia Mota)

IGNORAR NÃO É CRIME...CRIME É NÃO QUERER APRENDER.....

Alguns autores preocupam-se apenas em publicar, publicar e publicar, aqui e em outros lugares, sem se interessarem pelo que os demais escrevem. Outros, teimam em errar o tempo todo e consideram as informações postadas em cada grupo temático, pura demonstração de excessos ortodoxos. Assim, violam as diretrizes por preguiça de estudarem, ou por acomodação ao que julgam saber. [...]

É preciso resgatar a credibilidade do bom escritor, tão sacrificado nos dias atuais, pelo descaso daqueles que preferem se autopromover a qualquer custo, nem que para isso seja necessário desprezar o trabalho alheio. [Silvia Mota]

Querida Laís apoio integralmente tuas palavras pois é mesmo isto que se passa

"A lei do tudo pelo mais fácil vigora, e isto é incontestável.

Colocar sem cuidados maiores é maioria , publicações que nem sequer passam  pelo crivo de uma correção, e  muitas vezes apenas uma segunda leitura bastaria para torná-las bem  melhores. Mas, enquanto este mentalidade perdurar, o bom escritor será menosprezado a despeito dos pejorativos e insignificantes escritos que mascaram caráteres ruins e que espalham tolices, como se todos devessem cortejá-los somente porque de escritores e poetas se intitulam."

Eu tambem penso assim:

Quando penso  no portal  PEAPAZ, penso logo numa escola.

Escola que nos educa ao melhor do Ser Poetico-Literário!

"e que não se alia aos espaços onde a vaidade humana vem a ser coroada." [Laís Müller]

Comentário de Lais Maria Muller Moreira em 13 agosto 2016 às 11:50

Adorei o teu comentário Geraldo!

Fiquei muito feliz!

Sempre grata!

beijos

Comentário de Lais Maria Muller Moreira em 13 agosto 2016 às 11:49

Querida Mestra é uma grande honra participar de um evento tão belo!

Grata por tudo!

beijos

Comentário de Geraldo Coelho Zacarias em 12 agosto 2016 às 16:31

...Sim, cara poetisa; muitas vezes nos sentimos muito próximos de ti, quando nos deparamos com sábias palavras-convite à reflexão que muitas vezez nos brindaste!...Concordo também quando dizes que a boa literatura não deixa de ser um modo prazeroso de abrir fronteiras, de alargar os estreitos horizontes humanos; bem como também que vemos no dia a dia boas publicações não lidas. E, é uma lástima que os interesses descambem para trivialidades.
Estás de parabéns, cara poetisa; gostei muito mesmo!...Recebe meus aplausos juntos a beijos mui carinhosamente fraternos.

Comentário de Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ Sílvia Mota Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ em 9 agosto 2016 às 9:20

Comentário de Lais Maria Muller Moreira em 27 julho 2016 às 19:25

Querida Dione fiquei emocionada ao ler o teu generoso comentário, mas saiba amiga que a recíproca é verdadeira...

Minha amizade sempre também!

beijos

Membros

Poema ao acaso...

Portal para 38 Blogs-Sílvia Mota

Badge

Carregando...