O infinito dos Sonhos

Em uma noite eu sonhei com o infinito
eu vi as cordas estelares de cetim
era tanta maravilha que dei um grito
porque milhares de estrelas caiam em mim

o céu era cinzento de um azul inescrito
a lua espantava com seu brilho de marfim
haviam cometas que nunca esperei ter visto
como abelhas zuniam num florido jardim

Na madrugada eu acordei com teus carinhos
em nosso quarto chilreavam passarinhos
que cantavam saudando o amanhecer

ao meu lado o meu amor para mim sorria
nesta noite que foi de sonhos e alegria
e para sempre no infinito, eu e você

Alexandre Montalvan

Exibições: 24

Comentar

Você precisa ser um membro de Poetas e Escritores do Amor e da Paz para adicionar comentários!

Entrar em Poetas e Escritores do Amor e da Paz

Comentário de Marcia Portella sexta-feira

Poema belo e mágico...

Comentário de Elías Antonio Almada em 6 dezembro 2017 às 23:07

Comentário de MARGARIDA MARIA MADRUGA em 6 dezembro 2017 às 17:04

BELÍSSIMO.

A emoção de ler um belo poema é extasiante.

Membros

Poema ao acaso...

Portal para 38 Blogs-Sílvia Mota

Badge

Carregando...