O mel do amor

Eu quero lhe dar um presente
que feito das gotas da chuva
com a cor e sabor das uvas
colhidas nos parreirais

Pitada de cheiro do vento
o ranço ardido do coentro
com a languidez lenta do tempo
na dança dos coqueirais

E quero que este momento
que trás a doçura do mel
do amor que carrego e penso
tão lindo é um pedaço do céu

É um mar pleno de eternidade
de sonhos e desejos irreais
em um amar que é pura verdade
e que não morrera jamais.

Alexandre Montalvan

Exibições: 31

Comentar

Você precisa ser um membro de Poetas e Escritores do Amor e da Paz para adicionar comentários!

Entrar em Poetas e Escritores do Amor e da Paz

Comentário de Sueli Fajardo em 14 julho 2017 às 18:05

Sensualidade e beleza em seus versos. Parabéns!

Membros

Poema ao acaso...

Portal para 38 Blogs-Sílvia Mota

Badge

Carregando...