O PESO DO AMOR

Leve como deve ser,
extenso, ágil, breve,
como pluma, levita,
flocos de neve a derreter.
Balança no compasso
do vento; imprevisível;
traços suaves,
silentes passos.
estigmas, digitais, pegadas,
amor pleno, denso, abrangente,
avalanche inesperada,
o peso de se estar presente
em todas fendas,
no centro da mente;
no canto lúdico,
na ponta da língua,
em nosso viver.

[gustavo Drummond]

Exibições: 17

Comentar

Você precisa ser um membro de Poetas e Escritores do Amor e da Paz para adicionar comentários!

Entrar em Poetas e Escritores do Amor e da Paz

Membros

Designers PEAPAZ

*Sílvia Mota*

*Margarida*

*Nara Pamplona

*Livita*

*Imelda*

*Toninho*

Poema ao acaso...

Visitantes

Badge

Carregando...

© 2018   Criado por Sílvia Mota.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço