ser o primeiro

 

que diferença faz entre ser o primeiro ou o derradeiro?

a sensatez pode cobrir a vez daquele que vem detrás!

esperto é ver de perto, embora, destoe de outra visão.

provar ao companheiro;  eis o grande erro que se faz.

é bom ter a lucidez de se enxergar a paz no coração,

sem jamais se importar com o traseiro do seu irmão.

na verdade não se carece de idade para ser inteiro,

basta  entender a semente duma mente não fugaz.

 

é bom ter o travesseiro como a melhor companhia,

e ver bastarem as antigas travessuras de cada dia.

auto perdoar-se sem preocupar com outro perdão.

amar-se  como se deve  perdoar o querido irmão.

a ignomínia de adotar o primeiro lugar no pódio;

eis a ilação, podendo ser o seu próprio exódio.

terminar  antes de começar, é a real reação.

ponto final da paz, pertinácia da destruição.

 

paz é sinônimo incondicional de felicidade.

paz é a caridade travestida de humildade,

então  tanto faz chegar à frente ou atrás,

amor-prazer, felicidade que se lhe apraz.

 

“os derradeiros serão os primeiros”

assim falou o Filho do carpinteiro.

ame se for capaz o tempo inteiro

e jamais precisará ser o primeiro.

 

jbcampos

Exibições: 44

Comentar

Você precisa ser um membro de Poetas e Escritores do Amor e da Paz para adicionar comentários!

Entrar em Poetas e Escritores do Amor e da Paz

Comentário de Jbcampos em 6 junho 2018 às 23:34

Margarida, é somente força de expressão, como você bem grafou: fomos todos primeiros quando nascemos, após vencermos a primeira batalha da existência. Agora não tem pressa. Obrigado querida.

Comentário de MARGARIDA MARIA MADRUGA em 6 junho 2018 às 19:14

JBCampos,

Se eu não fosse a primeira, pelo menos uma vez, eu não estaria aqui.

Agora eu não tenho pressa.

Lindo poema. Mensagem excelente. Reflexivo.

Comentário de Jbcampos em 29 maio 2018 às 12:14

Grato, pela honrosa visita, Fredy, e pelo generoso reconhecimento. Abraços campônios.

Comentário de Fredy Ramón Pacheco em 29 maio 2018 às 1:55

Mis felicitaciones y reconocimiento a su obra poeta...

Abrazos

Comentário de Jbcampos em 28 maio 2018 às 18:07

Grato Almada pela força. 

Comentário de Elías Antonio Almada em 28 maio 2018 às 16:21

Membros

Designers PEAPAZ

*Sílvia Mota*

*Margarida*

*Nara Pamplona

*Livita*

*Imelda*

*Toninho*

Poema ao acaso...

Visitantes

Badge

Carregando...

© 2018   Criado por Sílvia Mota.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço