Oferendas da vida

Quando tudo desaba em nossas cabeças

Nossa mente confronta-se com o corpo

Cambaleamos sem muitos prescritos

É um nó cego que persiste

Entala-te e te sufoca instantaneamente

Tudo se afunda num piscar de olhos

 ===========================

Raciocínios rápidos e curtos

São escritos em cima dos nossos olhos

Tudo se propaga sem muitas proteções

Matando precocemente nossos corações

============================ 

Não se pode explicar o inquestionável

Lamentavelmente as perdas são  óbvias 

Cair e levantar já não tem tanto peso

Acostumamos com o que a vida nos oferece

 ===========================

A vida precisa seguir...

Os tropeços também.

Exibições: 27

Comentar

Você precisa ser um membro de Poetas e Escritores do Amor e da Paz para adicionar comentários!

Entrar em Poetas e Escritores do Amor e da Paz

Membros

Poema ao acaso...

Portal para 38 Blogs-Sílvia Mota

Badge

Carregando...