i Esta frase é sonoramente forte e de profundo alcance semântico. Pode, tanto quanto deve, ser usada em diversas ocasiões, tais como, os pais quando não vivem a realidade de seus filhos. Ou, os alunos que gostam de cabular suas aulas. Talvez, politicamente, é mais expressiva. Toda vez que numa eleição, não fazemos parte daqueles que procuram conhecer com mais profundidade, o caráter e a vida dos candidatos, limitando-nos não ao dever cívico do voto, mas, pelas obrigações inerentes a quem não exerce tal direito. Em situações de grave crise política, antes de sair pelas ruas, aprontando e gerando situações de algazarra, devemos fazer uma auto reflexão e lembrar como foi nosso voto e em que circunstâncias aconteceu. Faz-me lembrar aqueles pais que nunca participam de reuniões na Escola, e que, no final do ano, são os primeiros a adentrar a diretoria para questionar a reprovação de seu filho. Ao ouvir a indagação: Quem é o senhor? Pai de quem é o senhor? Vociferam dizendo que a Escola tem uma organização tão fraca e desumana que, sequer, conhece seus alunos. Normalmente é assim que se identificam os que tomam como deferência de vida, tais atitudes e, que ao serem incomodados pela “justiça”, se esquivam com prevaricados argumentos. Quanto as circunstâncias do que ocorre na Política, não é diferente. Só deveriam sair às ruas, aqueles que, de fato, fizeram com seu voto, uma ação consciente e cidadã. Sempre tem aqueles que não sabem as razões dos protestos e nem, muito menos, contra quem estão protestando, mas se propõem a gritar mais do que todos. Diante de tantos acontecimentos que nosso País vem assistindo quotidianamente, difícil será recompor o melhor caminho de nossa ação política, servindo como parâmetro para os que estão lá “dentro”, se não mudarmos nossa forma de agir e ser. Participe das reuniões semanais da Câmara de vereadores, ou pelo menos, tome conhecimento daquilo que está sendo elaborado, discutido ou realizado por seus membros, notadamente, as atividades feitas por aquele que seu voto ajudou a eleger. Levando em conta as considerações que fizemos, devemos abraçar o sentido da frase de Edmund Burke, quando nos alerta, afirmando: “O mal triunfa sempre...Que os bons não fazem nada". Ou, a célebre frase de Martin Luther King: “O que me preocupa não é o grito dos maus, mas o silêncio dos bons”. Quando nos sentirmos culpados sobre aquilo que vem acontecendo na Política, primeiro, busquemos em nós mesmos a culpa, se não fizermos nosso voto de maneira correta. Aliás, tudo, em nossa vida, responde de maneira semelhante. Ao olhar os erros de filhos, alunos, e outras pessoas que dependem de nosso exemplo ou referência, primeiro, é nosso dever bater em nosso peito, dizendo: “mea culpa, mea culpa, mea máxima culpa”. Aprendemos com Adão e Eva, a sonegar informações corretas sobre nosso viver, jogando nos outros os excertos de culpabilidade. Deus interpela Adão, dizendo: “O que fizeste?” ao que Adão imediatamente, devolve a culpa do acontecido a Deus e a Eva. Aquela mulher que o senhor me deu é a culpada. Eva, por sua vez, culpa a serpente. E, nós humanos, aprendemos de cor e salteado, a lição. Entre os atuais “mandantes” de nossa Política, isso tem tido uma conotação bem pior, pois, não assumem qualquer culpa e nem atribui a ninguém, ao afirmar: “Não sei. Não vi”. Quiçá, seja esta uma forma de não se comprometer, comprometendo outros, pelos quais receberá, depois, idênticas acusações. Queira ou não, tudo que acontece em nossos dias, tem muito a ver com a educação recebida em casa. Normalmente, por não ter limite algum, deseducamos nossos filhos e, mais, jogamos tamanha responsabilidade à Escola, que não tem a menor responsabilidade de educar filhos dos outros e, sim, informá-los da melhor forma para conquistar seu espaço em sua vida. NÃO SEJAMOS AUSENTES, EM NADA. Bom dia e melhores tempos. Professor e Campista bncantelli1@gmail.com

Exibições: 10

Comentar

Você precisa ser um membro de Poetas e Escritores do Amor e da Paz para adicionar comentários!

Entrar em Poetas e Escritores do Amor e da Paz

Membros

Poema ao acaso...

Pensamento do dia

Portal para 38 Blogs-Sílvia Mota

Badge

Carregando...