ouro negro

por que tanto apego

a esse tal ouro negro?

é necessidade meu nego!

é o velho cara, escaravelho

a chafurdar no  bolso alheio.

mais conhecido  por petróleo

ou  preto   óleo,  petrificando

o coração da humanidade.

é a mais pura verdade.

está na fazenda

produzindo

renda.

na

rua

negra,

asfáltica,

no seu copo,

polímeros  mil.

poluindo céu anil.

até parando o Brasil.

nas Arábias, morticínio,

vaticínio,   falso   tirocínio.

o verde amarelo enegreceu

ao céu do meu  Brasil varonil.

desculpe petróleo, você não

tem culpa, a culpa

está esculpida

na  vida

política

do país

a qual

avulta

seu valor

em benefício

particular, é o tal

corrupto  a  desfalcar

o patrimônio: Petrobrás.

à mesa do povo vai faltar

à  do  corrupto  vai  fartar,

é o bem louvando o mal,

ignorância humana

a tripudiar o lar

do mais fraco,

enfim é o

povo pato

que de fato o

pato vai pagar.

de  novo. porém,

o problema é mais

sério, eis  o  mistério.

chegou a hora de votar,

“e  agora José”, como diria

o poeta Carlos, eis a sinuca

de bico, não dá pra

se ver adiante,

será que vai

continuar

como

era

agora

no tempo

de outrora

ou no tempo de Dante?

fala sério; esse monastério

permanece desde o tempo degredado

do império, é  o Brasil enriquecendo

o mundo imundo, está ouvindo,

seu José Raymundo?

eis o gigante adormecido

a continuar dormindo.

agora você vai dizer

que o escrevente

não é patriota,

quiçá, idiota.

certamente não é salvador da pátria,

somente tem  um porém, já que foi

tachado de anti patriota, não vota

em ninguém, desculpe a  chacota.

graças a Deus ele tem mais de setenta,

não é obrigado a votar, muito obrigado

a esse país democrático onde se é

obrigado a votar. quem quiser

entender,  entenda ou

aprenda como se

nota e vota.

anote.

note

a

m

é

m

!

jbcampos

Exibições: 52

Comentar

Você precisa ser um membro de Poetas e Escritores do Amor e da Paz para adicionar comentários!

Entrar em Poetas e Escritores do Amor e da Paz

Comentário de Jbcampos em 7 junho 2018 às 0:17

Minha querida Margarida, DEMO=demônio / CRACIA=governo. Acho que estamos dentro dos parâmetros luciferinos, tamanha a desfaçatez. Sem mais comentários. Grato e aquele abraço.

Comentário de MARGARIDA MARIA MADRUGA em 6 junho 2018 às 18:55

Não faltou falar sobre nada. Eu, pata, já estou pagando faz tempo...

Querem mudar a lei obrigando todos a votar, ou seja, não terá limitação de idade.

Belíssimo trabalho Poeta Amigo JBCampos. Nota 10!

Comentário de Jbcampos em 2 junho 2018 às 9:56

Grato sempre a você Mônica pela generosa deferência. Abraços campônios.

Comentário de Mônica do S Nunes Pamplona em 2 junho 2018 às 1:06

Não deixou escapulir nada!

Todos os efeitos colaterais, do petróleo, expostos nos teus grandes versos.

Um poema que expõe tal realidade, em ritmo e em beleza estética, que atravessa o Brasil.

Parabéns, poeta.

   

Comentário de Jbcampos em 31 maio 2018 às 21:52

Grato, Almada pela sempre honrosa participação. Abraços campônios.

Comentário de Jbcampos em 31 maio 2018 às 21:45

Grato, Arlete pela contribuição de seu comentário. Abraços campônios.

Comentário de Jbcampos em 31 maio 2018 às 21:44

Agradecido, Antonio Domingos pelas suas observações. Abraços campônios.

Comentário de Arlete Brasil Deretti Fernandes em 31 maio 2018 às 18:06

Parabéns, pelo poema tão preciso com a situação aviltante a que chegou nosso amado país, começando com a Petrobras e continuando com os acertos feitos desenvergonhadamente. Esperamos que daí possa surgir uma consciência que faça muitos compreenderem que é urgente a mudança.  Estou sendo otimista? Talvez.

Abraço, poeta.

Arlete.

Comentário de Antonio Domingos Ferreira Filho em 31 maio 2018 às 18:01

Segue o Brasil na estupidez e na ignorância na eterna premissa de País do Futuro

Belo texto.Gostei muito. Parabéns amigo das letras

Comentário de Elías Antonio Almada em 31 maio 2018 às 16:02

Membros

Designers PEAPAZ

*Sílvia Mota*

*Margarida*

*Nara Pamplona

*Livita*

*Imelda*

*Toninho*

Poema ao acaso...

Visitantes

Badge

Carregando...

© 2018   Criado por Sílvia Mota.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço