Eu vejo as folhas do meu caderno

Caindo  amarelas

Das janelas

E  o Sol  meio fraco

Dispara sua Luz

Pelo espaço sideral

E o Relógio do Tempo

Me acionar para a Vida.

Exibições: 44

Comentar

Você precisa ser um membro de Poetas e Escritores do Amor e da Paz para adicionar comentários!

Entrar em Poetas e Escritores do Amor e da Paz

Comentário de MARGARIDA MARIA MADRUGA em 16 abril 2018 às 15:53

Muito interessante comparação. Parabéns.

Comentário de Elías Antonio Almada em 15 abril 2018 às 22:12

Comentário de Elisiário Luiz em 14 abril 2018 às 22:48

 Extensa e louvável observação caro amigo...parabéns!

Membros

Designers PEAPAZ

*Sílvia Mota*

*Margarida*

*Nara Pamplona

*Livita*

*Imelda*

*Toninho*

Poema ao acaso...

Visitantes

Badge

Carregando...

© 2018   Criado por Sílvia Mota.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço