Pai,

Pai, viva por nós!
Não escureça o céu azul
que brilha em seu olhar,
norteando nossa vida...

Pai, lute por nós!
Não pare de sorrir...
A alegria de seu rosto precisa
colorir a nossa estrada...

Pai, resista por nós!
Seus conselhos sensatos,
hoje mal sussurrados,
precisam ser ouvidos e seguidos...

Pai, o envolvente som de seu piston,
há tempos emudecido,
ainda ecoa em nossa saudade.
Mas, não nos deixe, pai, só a lembrança.
Ainda é cedo...

Pai, não se apague nem cale.
Pai, não desapareça.
Ainda é necessária a sua luz.
Lute, pai, por favor...
Não nos deixe, ainda não, agora,
órfãos de seu brilho...

Autora: Mª Auxiliadora Mota G. Vieira (Maux)
"Poemas de uma Vida"
Poema escrito dias antes de papai nos deixar.



Exibições: 34

Comentar

Você precisa ser um membro de Poetas e Escritores do Amor e da Paz para adicionar comentários!

Entrar em Poetas e Escritores do Amor e da Paz

Comentário de Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ Sílvia Mota Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ em 12 agosto 2017 às 16:44

Belo e emocionante!

Beijossssssssssssss

Comentário de Mônica do S Nunes Pamplona em 9 agosto 2010 às 2:05
Ele resistiu.Pois sempre estará em seu coração e mente.
Pois saudade assim, eterniza-se.
Lindo e emocionante.
Bjsssssssss
Comentário de Marcia Moreno em 8 agosto 2010 às 23:54
Maria Auxiliadora, que lindo suplicar para que o pai não vá, é mesmo triste qualquer partida, poema lindo e triste, mas de extrema sensibilidade, bjo'sss
Obrigada por comentar meu poema, Deus faz tudo e nós é quem não damos conta do quanto ele é capaz,só ele é capaz.

Membros

Poema ao acaso...

Pensamento do dia

Portal para 38 Blogs-Sílvia Mota

Badge

Carregando...