Pelos círculos da minha mente

De Té

Prateei ,desoprimindo meus dourados castelos

e abriguei-me no sonho, que ainda vivia em mim

Arrefecida tiritava , agonia que me confrangia

Ansiedade me oprimia, e eu  tentava desfazer

Suplicio, que não passava de ânsia que segurava

o impossível ,que ainda era meu êxtase perdido.

 Imagens de  amor, vivem eternamente a instigar

Sabendo que ainda penso em ti, me desassossegam

Foste sombra do meu horizonte, que me refrescou

e quero saltar os muros, da minha prisão solitária

Tu foste e já não quero que sejas, a minha espera

inquietante  ,das noites solitárias., E tu tardavas

 Espectro ,da minha martirizada e presente saudade

 Olhar, que sinto trespassar meu corpo, que desnudas

Quentes mãos, que eu sinto percorrerem meu corpo

  Doce voz, que escuto em todas as vozes, que acordam

 sonho perdido, nas brumas de uma negra tempestade

   Sorriso que eu vejo   sempre, e que ainda não esqueci

De Té Etelvina Da Costa

Exibições: 29

Comentar

Você precisa ser um membro de Poetas e Escritores do Amor e da Paz para adicionar comentários!

Entrar em Poetas e Escritores do Amor e da Paz

Comentário de Etelvina Gonçalves da Costa em 2 dezembro 2017 às 5:39

Querida Sílvia todos os seus comentários sobre a minha poesia  representam  grandes estímulos. Continuo a aprendiz que encontrou neste belo cantinho um grande livro de sabedorias   Muito grata pelo belo comentário e não mesmos belo destaque  ... Bjossssssssssssss

Comentário de Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ Sílvia Mota Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ em 1 dezembro 2017 às 23:16

 "Tu foste e já não quero que sejas, a minha espera

inquietante, das noites solitárias"

Queridíssima amiga-poeta Etelvina, o que posso dizer, para demonstrar a nostalgia poética que me envolve, neste momento em que leio e releio os teus versos? Perdoa-me, mas não sei, mesmo...

Beijossssssssssssssssss

Comentário de Etelvina Gonçalves da Costa em 28 novembro 2017 às 17:59

Obrigada querida amiga sua presença e seus comentários aos meus poemas são para mim de grande valor  e respeito  bjos

Comentário de Etelvina Gonçalves da Costa em 28 novembro 2017 às 17:56

Bom amigo  que me presentei com sua presença me honra  abraços

Comentário de Elías Antonio Almada em 28 novembro 2017 às 14:56

Comentário de MARGARIDA MARIA MADRUGA em 28 novembro 2017 às 14:13

Poema ditado pelo sonho do espírito Té. Espetacular.

Membros

Poema ao acaso...

Portal para 38 Blogs-Sílvia Mota

Badge

Carregando...