Pesadelo

Uma mulher vestida de vento
um
corpo em movimento
e
seus pés no topo do mundo
ao som de
uma musica romântica
de um radio tocando ao fundo.
E
toca a Lua e Urano e Netuno
o
seu perfume noturno
em um segundo de volta a terra

o desabrochar da rosa
silenciosa sente a dor da guerra
de
todas suas batalhas
e todas as suas lágrimas
que encharcam de sal as areias da praia.
Quando
o tempo esmaga as verdades
é
na dor infinita e na saudades
que escorrem pelas águas dos rios
nestes
dias de grande vazio
uma
tragédia silenciosa
e na sua ultima vertigem
se encerra
o pesadelo desta noite pavorosa.

SorrisodeRosas

Exibições: 22

Comentar

Você precisa ser um membro de Poetas e Escritores do Amor e da Paz para adicionar comentários!

Entrar em Poetas e Escritores do Amor e da Paz

Membros

Aniversários

Aniversários de Amanhã

Designers PEAPAZ

*Sílvia Mota*

*Margarida*

*Nara Pamplona

*Livita*

*Imelda*

*Toninho*

Poema ao acaso...

Visitantes

Badge

Carregando...

© 2018   Criado por Sílvia Mota.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço