Depois do  Carnaval

As contas ficaram mais altas
Comida  faltando

O povo esperneando nas mãos  do agiota

A bolsa familia ficou penhorada

O vale  gas  já não dá  gas

O  vale-transporte

Sem porte

Agora trans qualquer coisa

As crianças sem merenda nas  Escolas  que  já  não são de samba

E o povo agora samba

No descompasso da inflação.

A barriga vazia  geme  mais  que  a cuíca.

Um novo enredo talvez seja escrito.

Todavia  a melodia do  existir continua.

Exibições: 19

Comentar

Você precisa ser um membro de Poetas e Escritores do Amor e da Paz para adicionar comentários!

Entrar em Poetas e Escritores do Amor e da Paz

Comentário de MARGARIDA MARIA MADRUGA em 22 fevereiro 2018 às 12:40

É fato. Ótimo recado.

Comentário de Neuza de Brito Carneiro em 21 fevereiro 2018 às 22:35

E depois do carnaval tudo arrocha, principalmente para quem se excedeu. Aí é que "a melodia do existir" faz o povo sambar (literalmente). Parabéns, poeta.

Comentário de Elías Antonio Almada em 21 fevereiro 2018 às 18:46

me encanto. felicitaciones

Comentário de Elisiário Luiz em 20 fevereiro 2018 às 22:35

 Bem colocado caro...que espero que aqui os ouçam os que estão nas tetas dum planalto Fique bem!

Membros

Designers PEAPAZ

*Nara Pamplona

*Livita*

*Margarida*

 *Imelda*

*Toninho*

*Reinaldo*

Poema ao acaso...

Visitantes

Liv Traffic Stats

Mídias Sociais

View Sílvia Mota ***'s profile on LinkedIn

Badge

Carregando...

© 2018   Criado por Sílvia Mota.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço