Meu sentimento inicial de 2016 é confuso. Todo o ano é assim. Ficamos sem saber como se revelará essa incógnita que é um ano novo. Podemos ter bons propósitos sobre nossa conduta, mas não podemos garantir nada com relação aos outros e com relação à vida em si. Nosso réveillon foi em família. Minhas filhas, netos, genros, meu irmão em casa da filha mais velha. Mas um aperto surgiu em nosso coração desde a tarde.

          Um amigo de infância de minhas filhas, desde a época de escola, de esportes, hoje profissional, casado, com filho veio passar a virada do ano com a mãe que aniversaria nesta data. Tempo de reencontros festa e alegria, que teria tudo para ser feliz, transforma-se em tragédia. Foi divertir-se na lagoa de manhã, praticar stand up padle e desapareceu na lagoa. Choque para a família e amigos.

     À noite, sorrimos, brindamos, mais abraços e beijos, mas no fundo de nosso coração havia lágrima por essa família que estava terminando um ano e iniciando outro neste desespero de não saber o que aconteceu.

       Todos estávamos e ainda permanecemos com o coração dolorido.

        Estou com a nova agenda em branco à espera de planos, destaques, anotações importantes.

       Conscientizo que é necessário ter equilíbrio. Mais do que nunca neste mundo tão conturbado. Sensatez. Não viver como quem joga tênis. Bate e rebate de imediato. Isso pode dar em erro sério; fazer jogada errada, perder o ponto, a partida inteira. Não podemos rebater a uma palavra mal dada, é preferível calar. Silêncio é a melhor resposta.

          Não perder a fé, não deixar a alegria de lado, não deixar que os acontecimentos nos destrua, otimismo, planos, objetivos. Eles são importantes para nos levar em frente.

          Cuidar da saúde física e mental. Pode parecer bobagem, mas é real: comer a metade, caminhar o dobro e sorrir mais.

           Acredito que já tenho alguns pontos a anotar como planos de 2O16, além de manter a vida financeira sob controle, acompanhar o crescimento de meus netos,

vibrar a cada vitoria de cada um, em especial de minha neta mais velha que acaba de ingressar na universidade.

          Não deixar nunca de escrever e colocar um novo aprendizado em minha vida.

          Uma ideia surge: Viajar. Tenho que voltar a me interessar, afinal, viajar renova.

          Ao longo do ano posso ir adaptando, afinal, todo plano tem que ter flexibilidade.

 

               Isabel C S Vargas

               Pelotas/RS/Brasil

         

               01.01,2016

Exibições: 78

Comentar

Você precisa ser um membro de Poetas e Escritores do Amor e da Paz para adicionar comentários!

Entrar em Poetas e Escritores do Amor e da Paz

Comentário de Sílvia Mota em 14 março 2016 às 3:52

Querida Isabel, perdoa-me, porque somente hoje li teu comentário.

Minhas aulas começaram no dia 9 de março.

Mas, agora já estou acostumada e tentarei ficar mais por aqui.

Beijosssssssss

Comentário de Isabel Cristina Silva Vargas em 2 janeiro 2016 às 22:20

SÍLVIA QUE BOM TER TUA PRESENÇA AQUI. COMO VAIS? COMO ESTÁS TE VENDO COM TANTOS ESTUDOS? ESTÁS DE FÉRIAS? SEJA BEM VINDA SEMPRE, MAS DESCANSE QUERIDA. É NECESSÁRIO PARA REPOR ENERGIAS. UM ANO DE MUITAS REALIZAÇÕES , MUITA PAZ, MUITO AMOR.

BEIJO

ISABEL

Comentário de Sílvia Mota em 2 janeiro 2016 às 19:03

Um belo e emocionante texto!

Que realizes teus sonhos, um a um.

Beijossssssssss

Comentário de Isabel Cristina Silva Vargas em 2 janeiro 2016 às 15:20

OBRIGADO QUERIDOS AMIGOS DIONE, IRACI E MARCIAL. QUE CONTINUEMOS DESFRUTANDO DAS LEITURAS DE CADA UM.

FELIZ ANO NOVO.

Comentário de Dione Fonseca de Barros em 2 janeiro 2016 às 1:46

parabéns guerreira . É assim mesmo sermos fortes e enfrentar as barreira. dar o exemplo sempre. Bjus e que sua agenda aos poucos vá se tornando um monte de compromissos  realizados,.

 

Comentário de Maria Iraci Leal em 1 janeiro 2016 às 23:41

  Isabel C S Vargas

Beleza de texto, para reflexão... Parabéns querida Isabel, feliz 2016 com amor, paz e muita poesia, bjs MIL.

Comentário de Isabel Cristina Silva Vargas em 1 janeiro 2016 às 22:39

Comentário de Marcial Salaverry em 1 janeiro 2016 às 22:09

Beleza de texto, para ser lido, relido e trelido, pois nos leva a reflexão profunda...

E a incógnita somente será resolvida em 31/12/2016...

Beijos aplauditivos,

Marcial

Membros

Designers PEAPAZ

*Sílvia Mota*

*Nara Pamplona

*Livita*

*Margarida*

 *Imelda*

*Toninho*

Poema ao acaso...

Visitantes

Liv Traffic Stats

Mídias Sociais

View Sílvia Mota ***'s profile on LinkedIn

Badge

Carregando...

© 2018   Criado por Sílvia Mota.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço