REFLEXÃO

DE Té

EXORCIZAÇÃO

Há visões

Hinos sem glória

Sublevação do meu ser

DECLARAÇÃO

Na sustentabilidade.

Cósmica do meu ser

Revelo-me

FUGAZ

Efémera é a visão

Meditativa da alma

Onde busca a mística

SEGREDOS

Lágrimas de amor

Descobrem segredos

Digam-me o que viste?

RENDIÇÃO

O amor se rende

Acha contentamento

Mesmo onde há lamento

SENTIMENTO

Renasce na madrugada

Arrasta meus sonhos

São mansos carinhos

SONHOS

Madrugada escuta.

Está meu sonho em flor.

Não acordes esse sonho de amor

TÉ Etelvina da Costa

DEZEMBRO 2011

Do meu Baú

Exibições: 26

Comentar

Você precisa ser um membro de Poetas e Escritores do Amor e da Paz para adicionar comentários!

Entrar em Poetas e Escritores do Amor e da Paz

Membros

Designers PEAPAZ

*Sílvia Mota*

*Margarida*

*Nara Pamplona

*Livita*

*Imelda*

*Toninho*

Poema ao acaso...

Visitantes

Badge

Carregando...

© 2018   Criado por Sílvia Mota.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço