Dizias-me tu

Que a um amor nada se esconde

Nem o medo quanto mais a dor…

Aconchega quando se justifica

A beleza de uma flor.

Essa sim guarda-a dentro de mim

Mesmo que a intempérie transforme a flor  

O brilho da sua cor ficará num esplendor.

 

A teus olhos nunca esconderei nada

Mesmo que exista medo e dor

Guardarei em mim uma alegria contida

Essa que foi por ti fornecida.

O Amor pode ser um sentimento antigo

Mas quando recomeça é mais um amanhecer!

 

Como não existisse o passado

Rasgarei nuvens quando o céu ficar estrelado!

Porque hoje o sol mantem-se calado  

Aproxima-se um novo universo  

Quando a neve se dissipar  

E aí sim voltaremos a sonhar

 

Deslumbrar-me-ei quando despertar o novo dia

Se por acaso o Sol nascer com alegria.

Se não existisse o mau tempo

Não teríamos saudades da Primavera!

Ao longo da vida passam por nós

Várias Primavera

Mas há uma que nos faz lembrar de veras!

 

O presente contextual mais aconchegante

É baseado num passado interessante…

Quando na realidade é impossível ser esquecido!

 

Mas a atual vida faz mais sentido

Se soubermos perdoar os erros do passado.

O tempo pode já não ser muito perlongado

Mas as emoções podem perdurar  

Até ao dia que tudo acabar…!

 

Joaquim Moreira

11-01-2018

 

 

 

Exibições: 38

Comentar

Você precisa ser um membro de Poetas e Escritores do Amor e da Paz para adicionar comentários!

Entrar em Poetas e Escritores do Amor e da Paz

Comentário de Joaquim Custodio dos Santos More em 31 janeiro 2018 às 17:12

Boa noite JOSÉ CARLOS RIBEIRO Obrigado por  ler os meus textos.Um abraço !

Comentário de JOSÉ CARLOS RIBEIRO em 31 janeiro 2018 às 16:55

São os desencantos da vida onde o viver chora a dor

Comentário de Joaquim Custodio dos Santos More em 16 janeiro 2018 às 8:48

Bom dia MARGARIDA MARIA MADRUGA obrigado pelo carinho Beijinho!

Comentário de MARGARIDA MARIA MADRUGA em 15 janeiro 2018 às 13:07

Muito bonito Joaquim. Obrigada pela partilha.

Comentário de Joaquim Custodio dos Santos More em 14 janeiro 2018 às 19:20

Boa noite Elías Antonio Almada obrigado um abraço!

Comentário de Elías Antonio Almada em 14 janeiro 2018 às 17:31

Membros

Aniversários

Designers PEAPAZ

*Sílvia Mota*

*Margarida*

*Nara Pamplona

*Livita*

*Imelda*

*Toninho*

Poema ao acaso...

Visitantes

Badge

Carregando...

© 2018   Criado por Sílvia Mota.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço