Rumo

De Té

Sinto que o melhor na minha vida,

É não ter nada, e ir por ai fora:

Um sorriso nos lábios,

Uma lágrima teimosa

Um sonho no olhar

E a luta vem,

E sofre-se ,

E desdenha-se

E acende-se uma fogueira no peito

Para aquecer esse sonho

para não esfriar

E canto uma canção de ninar

E embalo meu sonhar

E constrói-se um caminho

Passo a passo

E não custa navegar,

E o mundo faz de mar

E deixo-me embalar……

De Té

Etelvina da Costa 

Exibições: 24

Comentar

Você precisa ser um membro de Poetas e Escritores do Amor e da Paz para adicionar comentários!

Entrar em Poetas e Escritores do Amor e da Paz

Membros

Poema ao acaso...

Pensamento do dia

Portal para 38 Blogs-Sílvia Mota

Badge

Carregando...