As mãos se enlaçam confessando tudo
Que pulsa em nossos corações, princesa
Um sentimento que se expande, mudo
Nos rostos cúmplices é luz acesa

Sintonizados, cintilando olhares
Onde a ternura transbordante deita
Felizes, somos plumas pelos ares
Flutuam almas, sensação perfeita

Lábios se encontram, uma seiva nobre
À plenitude leva dois amantes
Abrasadora sedução nos cobre
Toma os sentidos bambos, viajantes

Quando teus beijos divinais me entregas
Deslizo em ti, perambulando às cegas

Exibições: 25

Comentar

Você precisa ser um membro de Poetas e Escritores do Amor e da Paz para adicionar comentários!

Entrar em Poetas e Escritores do Amor e da Paz

Comentário de Sílvia Mota em 11 julho 2017 às 8:58

A paixão, quase sempre, surpreende...

"Quando teus beijos divinais me entregas

Deslizo em ti, perambulando às cegas"

Belos versos!

Parabéns e Felicidades!

Beijosssssssssss

Membros

Designers PEAPAZ

*Sílvia Mota*

*Nara Pamplona

*Livita*

*Margarida*

 *Imelda*

*Toninho*

Poema ao acaso...

Visitantes

Liv Traffic Stats

Mídias Sociais

View Sílvia Mota ***'s profile on LinkedIn

Badge

Carregando...

© 2018   Criado por Sílvia Mota.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço